Ria Formosa: Apreendidas duas teias de polvo ilegais

O Comando-local da Polícia Marítima de Olhão efetuou, entre domingo e segunda-feira, diversas ações de fiscalização com o objetivo de reprimir atividades ilegais no interior da Ria Formosa.

​Nestas ações foram detetadas e apreendidas duas teias, constituídas por 45 e 31 covos, respetivamente, não sinalizadas e fundeadas dentro do canal de navegação.

Das infrações detetadas foram instaurados os respetivos processos de contraordenação puníveis com coimas a graduar de 598,56€ a 37.409,84€.

Estes covos continham cerca de 25 quilos de polvo no seu interior. Por se encontrarem vivos, os polvos foram devolvidos ao seu habitat natural.

A Ria Formosa é uma zona de reprodução e maternidade de várias espécies marinhas, entre elas o polvo, sendo que a utilização deste tipo de arte de pesca conduz a uma crescente captura de exemplares subdimensionados.

Os covos são uma arte de pesca fixa, do tipo armadilha, cuja utilização no interior da Ria Formosa apenas está autorizada para a captura de enguia.

Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste