Rússia troca espiões dos EUA por libertação de russos

Quatro norte-americanos detidos na Rússia, “por supostos contactos com serviços de informação ocidentais”, serão libertados, em troca da libertação, por sua vez, de dez agentes, alegados espiões, detidos nos EUA desde o passado dia 27, de acordo com o Ministério da Justiça norte-americano.

A troca de espiões é justificada “por razões de segurança nacional e humanitárias”, afirma um porta-voz do Departamento de Estado, acrescentando que “foi decidido encontrar uma resolução rápida e global”.

“A detenção prolongada nos Estados Unidos destes dez agentes ilegais não tinha interesse em termos de segurança nacional”, explicou ainda Mark Toner. Depois de terem admitido que trabalhavam para um serviço russo de recolha de informações, o SVR, os quatro agentes russos serão agora expulsos de território norte-americano.

O presidente dos EUA, Barack Obama, decidiu fazer a troca, acompanhando um processo do qual esteve sempre informado, garantiu o chefe de gabinete do chefe de Estado norte-americano, Rahm Emanuel.

JA

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Tamanho da Fonte
Contraste