CULTURA

São Brás de Alportel apresenta obra sobre crianças dos séc XVIII e XIX

No Dia Internacional dos Direitos das Crianças, 20 de novembro, dia que nos anos mais recentes começou a ficar associado ao “Dia do Pijama”, justamente para lembrar o direito de todas as crianças a ter uma casa e uma família, o município de São Brás de Alportel em Conferência a recente obra “Venire Ad Me”: Crianças expostas e amas em São Brás de Alportel (1783 – 1872), anunciou o município.

A conferência, marcada para as 16h00, na Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro pretende recordar outros períodos da nossa História, quando o abandono infantil era uma realidade relativamente comum através das chamadas “Rodas dos expostos”, mecanismos que asseguravam o abandono anónimo e, simultaneamente, a criação/cuidado das crianças desvalidas. Uma destas Casas da Roda existiu em Faro e marcou muitas gerações de são-brasenses. São muitas as histórias que marcam a memória popular e quantas vidas foram marcadas por esta Casa da Roda, roda da vida…

Para abordar esta temática, o encontro contará com a participação de Andreia Fidalgo, autora da recente obra “Venire ad me! A casa da roda do concelho de Faro”, que versa sobre a história da Casa da Roda do concelho de Faro na transição do Antigo Regime para o Liberalismo e, na qual, se integravam à época quer as crianças abandonadas em São Brás de Alportel como as amas que delas cuidaram.

Uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de São Brás de Alportel em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de São Brás de Alportel e a Biblioteca Municipal Dr. Estanco Louro.

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste