São Brás de Alportel reforça apoio à dinâmica associativa

Em 2019, o município de São Brás de Alportel anuncia a intensificação do apoio às associações locais, com um aumento global de investimento na ordem dos 6%, em relação a 2018.

Esta decisão é apoiada no “reconhecimento de que o movimento associativo é um motor essencial no desenvolvimento do concelho e na dinâmica da comunidade e que se traduz num investimento de 360.336,26 euros do orçamento municipal de 2019 distribuído por 19 contratos programa e protocolos de colaboração estabelecidos com associações locais”.

O conjunto destes apoios globaliza um valor de 360.336,26 euros, são destinados nomeadamente a Associação de Agricultores de São Brás de Alportel; Associação Cultural Sambrasense; Associação Cultural e Recreativa Escola de Música Sambrasense – ACREMS; Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel;  Bike Clube de São Brás; Associação para o Desenvolvimento dos Desportos de Duas Rodas em São Brás de Alportel (BLASIUS); Casa do Benfica de São Brás de Alportel; Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de São Brás de Alportel; Clube de Ténis e Padel de São Brás de Alportel; Clube de Artes Marciais de São Brás de Alportel; Clube de Caça e Pesca; Grupo Desportivo e Cultural de Machados; Associação de Defesa e Proteção dos Animais Abandonados “Coração100Dono”; Rancho Típico Sambrasense; Santa Casa da Misericórdia – Museu do Traje; Sociedade Recreativa 1.º Janeiro e União Desportiva e Recreativa Sambrasense.

A autarquia reconhece o contributo determinante das associações são-brasenses na dinamização da vida do concelho nas mais diversas áreas, para além dos apoios financeiros o município e disponibiliza também, ao longo do ano, um conjunto de apoios logísticos, nomeadamente na área dos transportes, equipamentos culturais e desportivos e divulgação, entre outros. Na globalidade, os apoios ao movimento associativo do concelho deverão em 2019 alcançar um valor de cerca de 700.000€.

Com este investimento ao associativismo, o Município pretende “fomentar o alargamento da oferta de atividades ao dispor da população, incrementar a formação cultural, desportiva e promover a integração sociocultural da população”.

 

Na cerimónia decorreu uma reunião alargada a todas as associações locais e todas as associações regionais e nacionais sediadas no concelho, que ascendem, neste momento, a mais de meia centena na sua globalidade, com o objetivo de coordenar o calendário anual de atividades a decorrer do município e dar a conhecer aquelas que são as linhas mestras da estratégia cultural do município para 2019 e as principais regras e condições para o apoio às associações.

“A proximidade e diálogo entre as associações e a autarquia são fundamentais para otimizar recursos, promover e consolidar públicos nas mais diversas atividades e dinâmicas”, disse Vítor Guerreiro, presidente da câmara municipal que, na ocasião, relembrou o seu percurso pelo associativismo, uma escola de cidadania assente no voluntariado e partilha de saberes que lhe permite, na atualidade, conhecer de perto a realidade deste motor fundamental de comunidade.

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste