ALGARVE POLÍTICA

São Brás: Executivo socialista faz “balanço positivo” do primeiro ano de mandato

.
.

O executivo municipal são-brasense, liderado pelo socialista Vítor Guerreiro, cumpriu o primeiro ano do atual mandato autárquico e, esta quinta-feira, em conferência de imprensa, fez um “balanço positivo” da atividade desenvolvida.

Após apresentar o vasto leque de projetos e iniciativas levadas a cabo, Vitor Guerreiro quis ainda sublinhar que a execução autárquica “continua a pautar-se pelos princípios de uma gestão rigorosa e eficiente”, lembrando os recentes dados do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses de 2017, que colocou São Brás de Alportel em 9.º lugar no ranking global dos municípios de pequena dimensão, integrados na lista dos 100 melhor classificados a nível nacional.

O conjunto de projetos e iniciativas realizadas no último ano “demonstram que a autarquia continua a ter por principais eixos estratégicos a solidariedade, a qualidade de vida e o desenvolvimento”.

O Plano de Apoio à Família “Vale +” que integra medidas de apoio à educação, à natalidade, à formação e à saúde, onde se incluem os rastreios oftalmológicos para as crianças do concelho, é, para o autarca, um dos projetos mais relevantes do município. Para breve está a abertura do Balcão para a Inclusão, um serviço que vai prestar atendimento especializado sobre direitos, benefícios e recursos existentes, nas mais diversas áreas às pessoas com deficiência ou incapacidade.

A área da saúde “mereceu especial atenção neste primeiro ano, com um conjunto de apoios em parceria com o Centro de Saúde, nomeadamente a cedência de uma viatura para trabalho na comunidade, apoio para as obras de conservação e investimento na disponibilização de consultas de saúde oral aos munícipes”.

A educação “é um dos pilares da ação autárquica, tendo neste ano o município investido mais de 300 mil euros em obras de melhoria e modernização do Parque Escolar do concelho, assim como na criação de novos espaços desportivos como o Campo de Futvolei e as melhorias ao nível da eficiência energética nas escolas EB1 n.º1 e n.º2”.

A aposta na juventude mereceu igualmente destaque com a abertura do Espaço Jovem e o arranque de um projeto de intervenção junto dos jovens e famílias.

“Uma comunidade ativa e saudável é uma comunidade com futuro! Tendo essa convicção presente, o Município tem vindo a concretizar um conjunto de obras de manutenção e renovação de vários equipamentos desportivos municipais como é o caso do Complexo de Ténis Municipal e continua o Parque de Desporto e Lazer com a recente construção do novo Complexo de Campos de Petanca.
Uma comunidade que sabe honrar o seu passado e onde as suas raízes perduram é uma comunidade mais forte! Nesta perspetiva, o Município inaugurou a 1 de junho de 2018 o Espaço Memória”, referiu Vítor Guerreiro.

A vice-presidente, Marlene Guerreiro, reforçou que o Município tem alguns projetos em curso na área museológica, com vista à valorização da memória, estando prevista a criação de uma “Rota da Memória”.

A mobilidade e a acessibilidade para todos “é uma preocupação prioritária” para o executivo são-brasense, que destacou os investimentos em obras que permitem a eliminação de barreiras arquitetónicas e a aposta em eventos inclusivos, uma medida já colocada em prática na Festa das Tochas Floridas e na Feira da Serra 2018.

Esta preocupação é transportada para a área da reabilitação urbana, sendo disso exemplo a recém-inaugurada Requalificação da Rua Gago Coutinho, que procurou preservar a identidade do Centro Histórico ao mesmo tempo eliminar todas as barreiras arquitetónicas, criando inclusivamente uma linha guia para cegos.

Na área do ambiente, este ano ficou marcado pela execução de novas fases do projeto de alargamento da rede de saneamento, obras de melhoria na rede de abastecimento de água, uma nova fase de instalação de contentores enterrados, e projetos de sensibilização ambiental, com particular enfoque na utilização eficiente da água e na deposição de resíduos.

A dinâmica económica e o empreendedorismo são linhas mestras da ação da autarquia, tendo o autarca destacado a aprovação do Plano de Pormenor do Parque Empresarial de São Brás de Alportel, com 25 espaços para instalação de empresas.

A Feira da Serra “continuou este ano a ser o evento âncora, ao nível do investimento para o concelho”, frisou.

Ao nível do turismo, a autarquia destacou algumas conquistas deste primeiro ano de mandato, nomeadamente a criação da Casa do Artesão, no Centro Histórico, que diariamente é dinamizado por artesãos e que é ponto de interesse para os visitantes do concelho, tendo sido referido que entre 2017 e 2018, o Posto de Informação Turística Municipal recebeu perto de 12 mil pessoas.

Ainda nesta área foi destacado o processo em curso para a criação da Área de Serviço para Autocaravanas, uma lacuna existente no município e que tem potencial para atrair um novo nicho turístico para o concelho.

A Proteção Civil “assumiu prioridade máxima” na ação deste primeiro ano de mandato. São Brás de Alportel passou a contar com uma Equipa de Sapadores Florestais, um Serviço Municipal de Proteção Civil melhor equipado, com nova viatura e equipamentos e teve início a criação do campo de treinos para bombeiros.

O Município tem vindo a reforçar parcerias nesta área tendo formalizado vários protocolos com a GNR e com o Exército Português que permitiram reforçar um extenso Plano de Ação para a Prevenção e Combate a Incêndios Florestais.

Tendo por princípio uma política de proximidade com os munícipes, o Município de São Brás de Alportel tem em curso mais uma edição do Orçamento Participativo. Uma iniciativa em que o Município foi pioneiro e que tem vindo a dar espaço aos munícipes para apresentarem propostas que acreditam benéficas para o concelho. Este ano, o Município reservou 70 mil euros para a concretização da obra vencedora deste processo.

Já na reta final da conferência, Vitor Guerreiro referiu algumas das principais lutas que tem vindo a travar ao longo deste primeiro ano de mandato. Lembrou o projeto de requalificação da EN2, cujo compromisso do Governo tem sido cumprido, sendo já uma realidade a Rotunda na entrada da Via do Infante, no sítio do Coiro da Burra.

A criação da Barragem do Monte da Ribeira é neste momento a grande batalha de Vitor Guerreiro, junto do Governo, um projeto iniciado nos anos 80, que o executivo são-brasense pretende recuperar e transformar em realidade, entendendo ser uma obra estruturante para o armazenamento de água para a zona centro do Algarve, para o alargamento do perímetro de rega, para o combate a incêndios florestais e sobretudo enquanto motor de dinamização turística do município.

“O Algarve Central tem muita falta desta reserva de água”, afirmou Vitor Guerreiro garantindo: “Vamos bater às portas que sejam necessárias para a sua concretização”.

Tamanho da Fonte
Contraste
Bloggers %d como este: