REPORTAGEM ÚLTIMAS

Saúde é cada vez mais um problema de vida ou morte no Algarve

A falta de capacidade dos hospitais de Faro e Portimão, aliada à carência de profissionais de saúde, estão cada vez mais a preocupar (e prejudicar) a população

A saúde é, sem dúvida, um dos principais problemas da região. Há anos que se fala da dramática falta de médicos e enfermeiros, assim como da insuficiente capacidade de resposta dos hospitais algarvios, mas nada melhora. Esta situação não é de agora e “acontece todos os anos”. Mas, a cada ano que passa, “crescem os receios e as desconfianças” da população. Os primeiros dias deste ano têm sido prova dessa “forma desumana” com este tema tem sido tratado

O tema saúde tem dominado a atualidade regional no início deste novo ano. A falta de médicos e enfermeiros, o atendimento ineficiente e a falta de capacidade dos hospitais de Faro e Portimão – que são um problema recorrente na região algarvia há várias décadas – estão cada vez mais a preocupar a população.

Apesar de ser um tema muito discutido e badalado nos últimos anos, o Algarve está na mesma relativamente a questões relacionadas com os problemas de saúde, a começar pelo facto de o Hospital Central do Algarve tardar em avançar, assim como a carência de recursos humanos que começa a ser cada vez mais preocupante.

Preocupante é também a falta de compromisso dos sucessivos governos para dar uma esperança de um futuro mais risonho aos algarvios e visitantes…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 18 DE JANEIRO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: