Secundária de Loulé ajuda a criar sistema europeu para creditar ensino profissional

Dois professores da Escola Secundária de Loulé (Duarte Duarte e Paulo Ribeiro) estiveram entre os dias 3 e 5 (segunda e quarta-feira) de fevereiro em Parnu, na Estónia, no âmbito do projeto Erasmus+ EcVET for IT para ajudar a criar um sistema europeu de creditação no ensino profissional.

O projeto, que conta com a participação de escolas da Estónia, Países Baixos, Portugal, República da Macedónia do Norte e Suécia, tem como principal objetivo fornecer uma plataforma de entendimento entre os países participantes, para a creditação dos resultados de aprendizagem dos alunos de cursos profissionais da área das Tecnologias da Informação (TI).

Visa-se deste modo garantir a qualidade da formação em contexto de trabalho dos alunos destes cursos e creditar estas aprendizagens através de uma sistema de creditação europeu semelhante ao utilizado no ensino superior, o European Credit Transfer and Accumulation System (ECTS), que poderá ser utilizado por qualquer país europeu.

As reuniões de trabalho permitiram partilhar o trabalho já desenvolvido individualmente, agendar as novas atividades e preparar os materiais finais a apresentar na próxima mobilidade que se realizará em Malmo, na Suécia.

O evento contou ainda com a participação dos coordenadores de projetos internacionais das escolas participantes e dos principais grupos de escolas privadas suecas e holandesas.

A mobilidade permitiu também a visita a quatro empresas de referência na área das TI, em Parnu e Tallinn, a capital da Estónia, de modo a recolher informação acerca das oportunidades de formação em contexto de trabalho, do perfil dos alunos que realizam estas experiências e das competências valorizadas no recrutamento de colaborares.

Todas as despesas de deslocação e alojamento foram financiadas pela Agência Nacional Erasmus+ sueca.

João Prudêncio

João Prudêncio

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste