DESPORTO

Seleção feminina de futebol goleia Israel em Portimão

A seleção portuguesa de futebol feminino goleou Israel (4-0), na quinta-feira em Portimão, com ‘hat-trick’ de Carolina Mendes, registando o quarto triunfo seguido no Grupo H da fase de qualificação europeia para o Mundial2023 antes da receção à Alemanha.

Depois de quase meia hora de muita pressão e oportunidades desperdiçadas, Carolina Mendes desbloqueou o marcador e ‘bisou’ antes do intervalo (27 e 43 minutos), com duas assistências de Ana Borges, marcando pela seleção de futebol.

Já depois de Diana Gomes (48) ter marcado, a ‘capitã’ portuguesa assinou, à 100.ª internacionalização, o seu terceiro da noite aos 54, selando o resultado desnivelado frente às israelitas, que terminaram a partida reduzidas a dez unidades após o vermelho direto à guardiã Amit Beilin (74).

Portugal, que já tinha ganhado 4-0 em Telavive, subiu, provisoriamente, à liderança do grupo, com 13 pontos, mais um do que a Alemanha, terceira do ‘ranking’ mundial, que hoje recebe a Turquia e na terça-feira defronta as portuguesas no Estádio de São Luís, em Faro.

Com a goleada, Francisco Neto celebrou da melhor forma o jogo 100 no comando da seleção feminina. Antes do jogo, o selecionador recebeu uma camisola a assinalar o ‘centenário’ das mãos de Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol.

Em relação à goleada (5-0) obtida em outubro na Bulgária, registaram-se quatro alterações no ‘onze’ português, com mexidas em todos os setores, mas mantendo-se o 4-3-3 habitual, num jogo em que era aguardado o ascendente luso.

A vantagem de dois golos ao final da primeira parte foi demasiado curta para o claro domínio de Portugal, sentido desde o apito inicial com pressão alta que não deixava Israel ‘respirar’ e combinações rápidas no ataque que levaram a muito desperdício.

Jéssica Silva deu o mote aos três minutos, com uma incursão pela esquerda em que rematou para a primeira de muitas defesas da guarda-redes Amit Beilin, mas aos 16 falhou uma ocasião mais escandalosa, de baliza aberta, após ‘tiro’ de Carolina Mendes ao poste.

Com Portugal ‘em cima’ da adversária, as oportunidades sucediam-se e, aos 25, Carolina Mendes desperdiçou de forma incrível, após passe de Francisca Nazareth.

Dois minutos depois, a seleção portuguesa conseguiu finalmente desbloquear o último reduto israelita: Ana Borges ganhou lance na direita e serviu para a conclusão, desta vez irrepreensível, de Carolina Mendes.

Até ao intervalo, Portugal foi somando remates perigosos até ao segundo golo (43), novamente com Ana Borges a servir, desta vez do flanco esquerdo, para a finalização da ponta de lança do Sporting de Braga.

No segundo tempo, a seleção continuou dominadora, rematou menos vezes e foi mais eficaz, desde logo com o golo da central Diana Gomes, na ‘ressaca’ de um canto, com a ajuda de um ressalto que enganou a guardiã de Israel.

Aos 54, Joana Marchão isolou Carolina Mendes, que ultrapassou Beilin e atirou a contar para o seu terceiro golo da partida e 22.º pela seleção.

Israel esteve escondido durante quase todo o encontro, mas, no único remate, Marian Awad obrigou Inês Pereira a grande defesa (63), antes de ficar em inferioridade numérica, quando a guardiã Amit Beilin viu o vermelho direto por derrubar fora da área a isolada Jéssica Silva.

Até ao apito final, já com a estreante Lúcia Alves em campo, Portugal podia ter dado ‘mão cheia’, mas Diana Silva falhou ‘à boca da baliza’ (82).

Jogo no Estádio Municipal de Portimão.

Portugal – Israel, 4-0.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadoras:

1-0, Carolina Mendes, 27 minutos.

2-0, Carolina Mendes, 43.

3-0, Diana Gomes, 48.

4-0, Carolina Mendes, 54.

Equipas:

– Portugal: Inês Pereira, Catarina Amado, Diana Gomes, Carole Costa, Joana Marchão (Lúcia Alves, 65), Tatiana Pinto (Fátima Pinto, 81), Andreia Faria, Francisca Nazareth (Vanessa Marques, 65), Ana Borges (Diana Silva, 81), Jéssica Silva e Carolina Mendes (Mélissa Gomes, 86).

(Suplentes: Patrícia Morais, Rute Costa, Alícia Correia, Andreia Jacinto, Vanessa Marques, Andreia Norton, Fátima Pinto, Dolores Silva, Diana Silva, Lúcia Alves e Mélissa Gomes).

Selecionador: Francisco Neto.

– Israel: Amit Beilin, Shira Elinav, Irena Kuznezov, Shani David (Talia Sommer, 61), Noam Achtel, Shahar Nakav, Opal Sofer (Eden Avital, 46), Marian Awad (Koral Hazan, 90), Karin Sendel (Amit Cohen, 77), Sharon Beck e Rahel Shtainshnaider (Noa Selimhodzic, 46).

(Suplentes: Amit Cohen, Fortuna Rubin, Nora Shanab, Shai Pearl, Koral Hazan, Eden Avital, Noa Selimhodzic, Talia Sommer, Meytal Sharabi, Yarden Ozel e Maya Chitman).

Selecionador: Gili Landau.

Árbitro: Jelena Pejkovic (Croácia).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Opal Sofer (20), Sharon Beck (51), Talia Sommer (67) e Eden Avital (72). Cartão vermelho direto para Amit Beilin (74).

Assistência: Cerca de 200 espetadores.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste