Simpósio internacional de pintura leva artistas emergentes a Portimão

O museu de Portimão recebe o II Simpósio Internacional de Pintura, entre os próximos dias 23 e 28 de setembro, com a presença de artistas emergentes do panorama nacional, assim como do Azerbaijão e Roménia. Os artistas vão estar a trabalhar no espaço público, revelando assim os seus processos ao público

A segunda edição do Simpósio Internacional de Pintura de Portimão arranca na próxima segunda-feira, dia 23 de setembro, e irá decorrer até ao dia 28 de setembro, entre as 9h30 e as 18h30, no museu de Portimão.

Este evento, que decorrerá dentro e fora das instalações do museu, contará com a presença de artistas do Azerbaijão, da Roménia e artistas emergentes do panorama nacional, que estarão a trabalhar em espaço público, “expondo o seu processo, as suas dúvidas e preocupações”.

“No decorrer do simpósio, cada artista produzirá uma obra que, durante o seu processo de realização, estimulará o diálogo sobre a dicotomia Homem/Terra, enfatizado pelas distintas perspetivas culturais e geracionais dos participantes”, adianta a organização, que está a cargo da Associação Cultural Cuneo Sularte, com a curadoria de Arlindo Arez e Leandro Arez, contando ainda com o apoio da Câmara de Portimão.

O programa deste simpósio abrange ainda a atividade “Artista por um Dia”, em que contará diariamente com a participação de vários artistas que terão intervenções pontuais e ajudarão a estimular o debate entre os participantes.

O evento vai decorrer dentro e fora das instalações do museu de Portimão, com os artistas a trabalhar em espaço público

Os artistas

Entre os artistas presentes neste simpósio destaca-se Adil Yusif, do Azerbaijão, formado desde 2000 pela Academia de Artes e Cultura de Baku. Em 2005, foi premiado com a medalha de ouro da terceira Bienal Internacional de Pintura Contemporânea do Mundo Islâmico no Teerão e com o primeiro prémio no evento “The Best Painting of the Year” promovido pelo Ministério da Juventude, Desporto e Turismo da República do Azerbaijão. Conta com exposições em mais de 20 países.

Ainda do Azerbaijão, o evento vai contar com a participação de Zarnishen Yusif, graduada pela Academia de Arte de Baku desde 2009, que, dos inúmeros reconhecimentos recebidos, destaca-se a recente integração na equipa de artistas representados no Pavilhão do Azerbaijão durante a 58ª Edição da Bienal de Arte de Veneza.

Da Roménia vem Maria Balea, que estudou sob o alçado de Iachim Nica na Universidade de Arte e Design de Cluj-Napoca e é membro da União de Artistas Plásticos da Roménia desde 1999 e da IKV Internationaler Kunstlerverein. Conta com mais de 200 participações em exposições pelos mais distintos países. Dos principais reconhecimentos, destaca-se a participação na 12ª Bienal Internacional de Arte de Roma e o primeiro prémio em pintura no Atelier an der Donau na Áustria.

Do lado dos artistas nacionais, o simpósio vai receber Sebastião Cavaco, licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, que conta com participações em exposições coletivas e individuais em Lisboa, Caldas da Rainha, Castelo Branco e Faro. É também membro da direção da Associação Cultural Alzine com a qual realizou um festival de artes em 2017, estando a seu cargo, para além da curadoria artística do evento, a imagem a seleção de artistas musicais e artistas visuais participantes.

Por seu lado, Tito Chambino é o mais jovem dos participantes, licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, acaba de ingressar no mestrado em ensino de Artes plásticas. Conta com participações em exposições em Lisboa, Porto e Coimbra.

No dia 28 de setembro, pelas 18h00, terá lugar no museu a cerimónia de encerramento da iniciativa, onde os artistas terão a oportunidade de apresentar as obras e partilhar as suas perspetivas acerca dos trabalhos desenvolvidos.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste