ALGARVE

Sindicato dos Enfermeiros acusa presidente do CHUA de sair sem cumprir compromissos

[mobileonly] [/mobileonly]

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses acusa a presidente do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA), Ana Paula Gonçalves, de sair do cargo sem cumprir os compromissos, anunciou a Direção Regional de Faro do sindicato.

Ana Paula Gonçalves “sai sem cumprir o compromisso escrito com centenas de enfermeiros que trabalham nos hospitais do Algarve, provocando uma discriminação entre pares”, refere o sindicato em comunicado.

A presidente, que abandonará da direção do CHUA em breve, é ainda acusada de “tratar de forma diferente os diferentes grupos profissionais” e que a sua saída será feita “sem reunir com o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, sem responder aos vários pedidos de reunião e contactos realizados por esta estrutura desde fevereiro”.

Segundo o sindicato, “a forma como iludiu todos antes das eleições, prejudicando centenas de enfermeiros no seu desenvolvimento salarial é inqualificável” e os profissionais de saúde “têm o direito de se sentir usados”.

Durante a pandemia de covid-19, os enfermeiros viram “outros problemas” que “foram criados ou ampliados” como a falta de saúde ocupacional, médico do trabalho, o não pagamento de trabalho extraordinário, o gozo de horas e dias em dívida, a devolução de horas por quem ficou em reserva de contingência, retroativos em dívida a especialistas, a não conclusão dos últimos 25% do descongelamento das carreiras, “entre outras condições de trabalho que estão por resolver”.

O sindicato promete, em comunicado continuar “a exigir as justas soluções para os problemas dos enfermeiros junto da nova administração”.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste