Morreu José João Ponte e Castro, um dedicado regionalista

joão leal

João Leal

Causou profundo pesar a morte do ativo cidadão e entusiasta interventor na vida comunitária, José João da Ponte e Castro, viúvo, um dos mais idosos ex-alunos da Escola Tomás Cabreira e assumido “costeleta”. Contava 91 anos de idade, era natural de Loulé, mas há várias décadas residente na capital algarvia, onde criara um atelier de alfaiataria, até ingressar na função pública (GAPA, atual CCDR e Delegação Regional da Secretaria de Estado da Cultura), de que se encontrava aposentado. Deixa o seu nome e entusiasmo ligado a várias aéras, sempre com o empenho de servir a comunidade, entre as quais a construção da pista de atletismo em Faro e o ressurgimento do Círculo Cultural do Algarve, extinto em 1978 e que, graças ao seu labor e ação, surgiu de novo há um ano. Foi praticante de vela no Sport Faro e Benfica, dirigente da Associação de Atletismo do Algarve e de várias instituições (Mutualidade Popular, Associação dos Profissionais de Vestuário, UGT, etc.), havendo sido um dos fundadores da Secção de Faro do Partido Socialista (PS) e interventor na vida autárquica. O seu funeral, que constituiu sentida manifestação de pesar e onde o Município Farense se fez representar pelo seu presidente Dr. Rogério Bacalhau, efetuou-se da Igreja de São Luís, para o cemitério da Penha, em Faro. À família enlutada, na pessoa de seus filhos, apresentamos a expressão do mais profundo pesar.

João Leal

pub

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste