OPINIÃO

SMS: Para isto, os partidos não são tudo

OPINIÃO | CARLOS ALBINO

A todos os títulos, o “isto” deste título é a Democracia como oposto de Ditadura. Na verdade, em democracia os partidos não são tudo sendo apenas uma parte ainda que deva ser a parte mais importante, já em Ditadura os partidos não são nada e não devem ser nada a não ser o partido único. Dir-me-ão que esta é uma verdade comezinha. Assim é mas convém, por vezes, lembrar as verdades comezinhas aos que andam distraídos ou por dá cá aquela palha se distraem em democracia com as táticas e as estratégias para a conquista do poder como se os partidos fossem tudo, ou, melhor dizendo, como se os partidos fossem por usucapião os proprietários da democracia. Não são raros os casos em que a propriedade da democracia por usucapião tem provocado bastante desgraça política nas autarquias, tem colocado de vez em quando uma insuportável solicitadoria ilícita nos poucos e difusos comandos de poder regional. E também tem exportado muita distracção ou fingimento de distracção para o parlamento. Quanto a usucapião da democracia com uso e abuso dos expedientes que o jogo de conquista do poder permite e anda bem que estimula, não é difícil perceber que o Algarve é um surpreendente laboratório. Só que para isto, os partidos não são tudo, e se pensarem que são tudo, a primeira coisa a ser sacrificada é a identidade regional, depois a participação cívica e política e finalmente os próprios partidos a que já não corresponderão valores invocados. Assim vai sendo pela Europa a fora e será bom que os laboratórios não resultem em crematórios dos valores que faz de uns quantos seres, seres humanos, solidários e respeitadores da diferença de opinião.

Ora, o Algarve precisa de muito, do muito que não se esgota nos partidos, do mais votado ao menos beneficiado nos sufrágios, Precisa desse muito e urgentemente. Do que precisa, tem nome. Adivinhem.

Flagrante custo: As regiões da Madeira e dos Açores dispõem de verbas para cobertura dos custos de insularidade. O Algarve não é uma ilha mas a marginalização de que é alvo, tem custos superiores aos que teria se o mar o rodeasse por todos os lados.

Carlos Albino

Advertisements

Assine já com 10% de desconto. Cupão: CPNOVO Ignorar

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: