DESPORTO FUTEBOL

Sporting vence em Faro mas empate seria mais justo

Sporting

Um golo de Pedro Gonçalves, aos 35 minutos, bastou hoje ao líder Sporting para vencer o Farense (1-0), em jogo da 27.ª jornada da I Liga de futebol, dando boa resposta depois de dois empates consecutivos.

O tento do médio, num ‘tiro’ forte dentro da área que passou entre as pernas de Beto, foi decisivo, num encontro em que o Sporting sentiu algumas dificuldades, face à boa pressão dos algarvios, que continuam, assim, na penúltima posição.

O Sporting – que pela primeira vez no principal escalão do futebol nacional somou 27 jogos seguidos sem perder – soma agora 69 pontos, mais nove do que o FC Porto, enquanto o Farense conta 22, a cinco do último lugar que garante a manutenção.

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, ausente do banco devido a castigo, incluiu três novidades em relação à equipa utilizada no empate caseiro com o Famalicão (1-1): os centrais Matheus Reis e Gonçalo Inácio e o médio Daniel Bragança.

No Farense, Jorge Costa fez apenas uma alteração no ‘onze’ que sofreu um desaire no terreno do Marítimo (1-0), chamando Licá, recuperado de uma lesão, para o lugar do lesionado Madi Queta.

Os algarvios entraram no jogo em modo pressionante, tentando cortar muitas das investidas ‘leoninas’ logo a partir da sua fase de construção, mas concediam algum espaço nas costas, o que permitiria ao Sporting apostar nos passes em profundidade.

Num dos poucos lances em que os ‘leões’ conseguiram explorar esse aspeto, João Mário surgiu isolado nas costas da defesa para criar a primeira situação de perigo da partida, num remate ‘enrolado’ para defesa de Beto (nove minutos).

Pouco depois, na sequência de canto, o Farense podia ter empatado, mas Jonatan Lucca cabeceou por cima (13 minutos), enquanto nos ‘leões’, seria João Mário a desperdiçar nova grande oportunidade, atirando às malhas laterais após assistência de Paulinho (27).

Com o Farense a dividir o jogo, mas sem criar ocasiões claras de golo, os ‘leões’ nunca conseguiram controlar a partida nem criar mais perigo nas transições, apesar de terem desperdiçado as melhores oportunidades nos primeiros 45 minutos.

Já depois de Beto ter evitado o golo de Coates com uma ‘palmada’ decisiva, o Sporting voltou a carregar após o canto seguinte e César cortou de forma incompleta, surgindo Pedro Gonçalves a rematar forte para o seu 17.º golo no campeonato (35 minutos).

O Farense acabou a primeira parte ‘em cima’ do adversário e reentrou com a mesma dinâmica, mas a resposta do Sporting gerou alta intensidade, com um ritmo de parada e resposta e os dois guardiões a somarem grandes defesas.

Primeiro foi Paulinho a desperdiçar um contra-ataque em que podia ter rematado, mas tentou oferecer o golo a João Mário, com um passe demasiado longo (50 minutos), depois Pedro Henrique viu Adán evitar o empate (53) e, logo a seguir, Paulinho obrigou Beto a apurar os seus reflexos (57).

Com o passar dos minutos e o desgaste a sentir-se nos seus jogadores, Jorge Costa tentou mexer para dar nova ‘sapatada’ no encontro, mas só aos 84 minutos é que o Farense conseguiu criar perigo, numa grande defesa de Adán a um remate cruzado de Mansilla, segurando a vantagem para os ‘leões’.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste