ATUALIDADE CIÊNCIA

Suíços descobrem como evitar que coronavírus infete outras células

suicos-descobrem-como-evitar-que-coronavirus-infete-outras-celulas
EPFL - Laboratório de Investigação, Lausanne

Uma equipa de cientistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça, descobriu um método para evitar que o coronavírus SARS-CoV-2, responsável pela covid-19, infete outras células.

A descoberta que pode ser crucial para futuros tratamentos contra a doença foi publicada na revista especializada “Developmental Cell” e anunciada esta segunda-feira pela escola suíça, em comunicado.

Os especialistas descobriram como é que certas enzimas transformam ácidos gordos num dos componentes mais importantes do coronavírus SARS-CoV-2, a proteína spike, que é fundamental no processo de infeção de outras células.

Assim, os medicamentos que consigam modificar os ácidos gordos “evitam de forma eficaz que o SARS-CoV-2 infete outras células”, avança a escola suíça, em comunicado, realçando que a descoberta também se pode aplicar a outros vírus, como os da gripe ou do herpes.

O estudo explica que a transformação dos ácidos gordos é levada a cabo por umas enzimas que os acrescentam a proteínas e aminoácidos, para otimizarem as suas funções, entre elas, no caso dos vírus, a sua capacidade de infetar células vizinhas.

A Covid-19 provocou pelo menos 4.941.032 mortes em todo o mundo, entre mais de 243,27 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste