Tavira: Movimento de cidadãos contesta nova ponte

O movimento cívico “Tavira Sempre” está a pedir aos tavirenses que se unam para travar a construção de uma nova ponte sobre o Rio Gilão,
Este movimento considera, em nota de imprensa, que a nova ponte vai trazer mais carros para o centro histórico, sublinhando que “o projeto nunca foi alvo de discussão pública envolvendo a população e que tem sido duramente criticado pela evidente falta de sensibilidade arquitetónica”.

O “Tavira Sempre” diz que a nova ponte será semelhante a mero viaduto, com 10 metros de largura, em pleno centro histórico, a menos de 150 metros da ponte denominada romana, ‘ex-libris’ e cartão de visita da cidade e que não obedece a qualquer preocupação estética de integração da arquitetura típica da baixa tavirense.
Com uma faixa para automóveis – dizem – a ponte vai causar uma sobrecarga de trânsito e poluição no centro histórico ao arrepio daquilo que é a tendência mundial de retirar pressão sobre as cidades. Mais ainda, vai obrigar ao corte a zona pedonal do icónico Jardim do Coreto e conduzir carros para zonas onde não há soluções de estacionamento e em que deveriam ser privilegiadas as zonas pedonais, geradoras da fruição do espaço.

Comentário

  • Completamente d?acordo.
    Não é necessário essa ponte…..
    Respeitar o centro histórico.
    Quando ir votar para o presidente da câmara não se esqueça …

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste