CULTURA ÚLTIMAS

Teatro: Lídia Jorge sobe à cena com “Instruções para Voar”

Os últimos acertos antes da estreia, marcada para esta sexta-feira
Os últimos acertos antes da estreia, marcada para esta sexta-feira

Um texto inédito de Lídia Jorge, criado para a ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve no âmbito do programa Pegada Cultural, tem estreia marcada para a próxima sexta-feira, dia 13, pelas 21h30, e permanecerá em cena até ao dia 29 de novembro no Teatro Lethes, em Faro.

“Instruções para Voar” conta a história de dois migrantes, um homem e uma mulher, de origens geográficas diversas, que se encontram num mesmo tempo e num mesmo espaço, em condições similares e contraditórias; para ambos, o centro das suas problemáticas é a figura da mãe ausente.

Trata-se uma das raras incursões de Lídia Jorge no universo da criação dramática. De sua autoria, neste género apenas se conhece o texto “A Maçon”, que foi levado à cena no TNDMII, em 1997, com encenação de Carlos Avilez.

“Instruções para Voar” constitui, assim, razão de acrescido interesse por este ser um género de escrita pouco visitado pela autora portuguesa actualmente mais celebrada e premiada em Portugal e no estrangeiro.

O espectáculo conta com as interpretações de Luís Vicente e de Elisabete Martins e ainda com um coro constituído por alunos do Curso de Artes/Interpretação da Escola Tomás Cabreira, de Faro.

A encenação é da norueguesa Juni Dahr. A concepção plástica é do francês Jean-Guy Lecat (que foi o cenógrafo de Peter Brook durante 30 anos).

Depois do Teatro Lethes, a peça iniciará uma digressão por Portimão, São Brás de Alportel, Lagoa, Almada, Évora, Lagos, Montemor-o-Novo, Vila Real de Santo António, Loulé e Lisboa.

O Pegada Cultural é um programa da União Europeia, financiado pelos EEAGrants, gerido em Portugal pela DGArtes, que coube à ACTA, em concurso nacional, desenvolver no Algarve.

Este programa está direccionado para o aprofundamento da relação entre Artes e Educação – âmbito em que, no quadro dos 28 países da União Europeia, Portugal é deficitário, ocupando (de acordo com o Eurobarómetro de outubro de 2013), no que refere à fruição das artes cénicas, o 28.º e último lugar.

A peça estará em cena, em Faro, às quintas (15h00), sextas e sábados (21h30) e domingos (16h00). Os bilhetes têm um custo de 10 euros para o público em geral, 7,50 euros para menores de 30 e maiores de 65 anos, 2 euros para estudantes e podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro Lethes, no site BOL, na Fnac, nos CTT e na Worten.

.

.

.

.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste