Tempestade no Atlântico. Megaoperação de salvamento a sul dos Açores

.
.

A Marinha e a Força Aérea portuguesas estão desde a madrugada desta quarta-feira, dia 6, envolvidos numa megaoperação de busca e salvamento de 14 tripulantes de cinco veleiros que navegavam a cerca de 500 milhas náuticas (930 quilómetros) a sul do arquipélago dos Açores.

Os alertas começaram a ser recebidos no Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada) cerca das 2h de dia 6, resultantes das condições meteorológicas muito adversas que se fazem sentir no Atlântico-Norte, comprometendo a capacidade de navegar por parte das embarcações e obrigando-as assim a pedir socorro.

Pela 1h da madrugada desta quinta-feira, dia 7, estavam concluídas três das cinco missões de salvamento, tendo sido resgatados oito tripulantes e decorriam as operações de resgate de mais seis tripulantes de dois veleiros, entre as quais duas crianças, informa a Marinha em comunicado.

Segundo a mesma fonte, metade dos tripulantes já resgatados foram recuperados pelo helicóptero EH-101 da Força Aérea “numa exigente missão, que durou cerca de 12 horas sob ventos na ordem dos 50 nós (cerca de 90 km/h) e ondulação de 10 metros, que muito dificultaram a operação de resgate.” Os outros quatro foram recolhidos por dois navios mercantes “enviados para local pelo MRCC Delgada, e que os recolheram para bordo com sucesso.”

Informa ainda a Marinha que foram empenhados nesta missão, duas aeronaves C-295M e um helicóptero EH-101 Merlin da Força Aérea Portuguesa (FAP), verificando-se ainda a necessidade de reforçar estes meios com uma aeronave C-130J da Guarda-Costeira norte-americana.

Estes meios encontram-se nos Açores, no âmbito do exercício de busca e salvamento SAREX 15, que foi entretanto suspenso face ao empenhamento destes meios aéreos nas cinco missões reais.

RE

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste