ALGARVE ATUALIDADE CULTURA ÚLTIMAS

TEMPO para mais teatro, música e cinema

Mais teatro, música, dança e cinema é o que prometem os responsáveis do Teatro Municipal de Portimão (TEMPO) para os primeiros meses de 2011. Em destaque vai estar a homenagem a José Saramago e a Companhia de Dança Paulo Ribeiro

A programação do Teatro Municipal de Portimão para o primeiro trimestre do ano é organizada em torno de ciclos temáticos. Assim, nos próximos dias 20, 21 e 22, o TEMPO apresenta o espetáculo “Vice-Versa”, de Victor Hugo Pontes, destinado aos mais novos, especialmente as crianças entre os três e os cinco anos.

Na semana seguinte, a 29 de janeiro, às 21h30, é a vez dos Novos Sons, com o concerto dos Virgem Suta, o duo alentejano referido pela crítica como estando na linha da frente da melhor música que se faz em Portugal na atualidade.

Em fevereiro, segue-se um dos momentos singulares da programação do trimestre: a homenagem a José Saramago. Esta iniciativa – que tem como objetivo revisitar a obra do autor – vai integrar um ciclo de cinema, uma exposição de fotografia, uma oficina de dança e um concerto.

O programa tem início com um ciclo de cinema, nos dias 2, 3 e 4 de fevereiro, que integra os filmes “Jangada de Pedra”, de George Sluizer, e “Embargo”, de António Ferreira, e o documentário “José e Pilar”, de Miguel Gonçalves Mendes.

De 4 a 28 de fevereiro, estará ainda em exposição um conjunto de fotografias da rodagem deste documentário, da autoria de Susana Paiva.

No dia 5 de fevereiro, segue-se uma comunidade de leitores, que terá como obra em discussão “A Viagem do Elefante”, e um concerto de homenagem a José Saramago, pela Orquestra do Algarve, onde serão interpretados temas da banda sonora do documentário de Miguel Gonçalves Mendes, compostos pelos jovens músicos Noiserv e Pedro Gonçalves, dos Dead Combo.

TEMPO também abre portas ao romance

O TEMPO também irá recuperar o ambiente romântico criado em 2010 para festejar o dia dos namorados, sendo servido a 14 de fevereiro um jantar, no café concerto, que terá como prato principal a música de David Martin, num repasto confecionado pela Escola de Hotelaria e Turismo de Portimão, onde a palavra mágica é… romance.

Fevereiro é ainda um mês dedicado ao fado. No ano em que a Unesco decide a classificação deste género musical como património da humanidade, o Teatro Municipal de Portimão oferece três dias (de 24 a 26 de fevereiro) para ouvir e ver o fado através do olhar do realizador Carlos Saura, do jovem cantor Marco Rodrigues e do coreógrafo Daniel Cardoso com a sua nova criação para o Quorum Ballet, “Correr o Fado”.

Em março, para celebrar o carnaval, é a vez da música dos anos 70. Dia 4, os 7venty 7even vão animar o café concerto com o disco sound. E, no sábado seguinte, 5 de março, o grande auditório recebe a música dos X-Wife. A banda do Porto apresentará o seu novo álbum, com lançamento previsto para este mesmo mês.

Ainda em março, o TEMPO celebra os 15 anos da Companhia Paulo Ribeiro, apresentando pela primeira vez em Portimão o trabalho criativo do coreógrafo. Um programa que se inicia a 16 de março com “Noite de Reis” e que só terminará no Dia Internacional da Dança, a 29 de abril.

Nos dias 17 e 18, no pequeno auditório, serão também exibidos dois filmes que marcaram a vida e obra de Paulo Ribeiro – “Pedro, o Louco”, de Jean Luc Godard, e “O Anjo Exterminador”, de Luis Buñuel.

Entre 17 e 30 de abril, a sala de exposições acolhe a exposição de fotografia “15 anos – 15 obras – 15 fotografias”, uma retrospetiva de 15 anos da obra de Paulo Ribeiro com a sua companhia de autor.

E a fechar esta homenagem, no dia 19 de março, o grande auditório do TEMPO recebe “Maiorca”, fusão perfeita e única entre a dança e a música de Chopin, interpretada ao vivo por Pedro Burmester.

Para encerrar a programação do mês, o TEMPO celebra o Dia Mundial do Teatro com a nova criação da Ar Quente, “Phantom Limb”, a 26 de março.

JA

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste