ALGARVE ÚLTIMAS

Temporais: Câmara de VRSA dá 6500 euros a pescadores da Manta Rota

.

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António aprovou, por unanimidade, a atribuição de um apoio financeiro, no valor de 6500 euros, à Associação de Pesca de Manta Rota, de forma a minimizar os prejuízos provocados pelas intempéries do passado mês de março, cujos danos materiais impediam os pescadores de regressar ao mar.

De acordo com os pescadores, as embarcações existentes encontram-se, neste momento, impedidas de operar, já que as tempestades que se fizeram sentir em todo o litoral algarvio destruíram boa parte das suas artes.

A decisão de apoiar os homens do mar tem em consideração o facto de não existirem, neste momento, linhas de financiamento que lhes permitissem dar continuidade à sua atividade profissional ou apoiar a compra de novo material.

Por outro lado, a circunstância de estarem impedidos de regressar à faina colocava em risco a renovação das licenças, já que estas obedecem a uma quota mínima de faturação.

“Tendo em consideração as dificuldades dos pescadores da Manta Rota em retomar a sua atividade e, consequentemente, em garantir a subsistência das suas famílias, a autarquia de Vila Real de Santo António não podia ficar indiferente a esta situação”, afirma Conceição Cabrita, presidente da Câmara Municipal de VRSA.

“Por esta razão, o executivo municipal aprovou, por unanimidade, conceder um apoio financeiro para que os pescadores da Manta Rota e praia da Lota possam adquirir novas artes e assim retomar a sua normal atividade”, nota a autarca.

O montante atribuído será entregue à Associação de Pesca de Manta Rota, que fará a repartição equitativa da verba por cada uma das embarcações.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: