Ténis: Presença portuguesa nas meias-finais do Open de Tavira

Frederico Silva ou Tiago Cação. Um destes dois tenistas, que se defrontam amanhã nos quartos de final, vai garantir a qualificação para as meias-finais do Tavira Tennis Open.
Na jornada de hoje, o tenista das Caldas da Rainha voltou a mostrar-se muito forte, aplicando um duplo 6-2 ao russo Ivan Davydov, enquanto Cação voltou a repetir a vitória sobre o espanhol Pablo Vivero Gonzalez (depois de o ter feito na semana passada em Oliveira de Azeméis), desta feita em apenas dois sets, por 6-4 e 7-6 (4).
Pelo caminho ficaram Fred Gil e Tomás Luis. Enquanto Gil acusou o desgaste do duro encontro de ontem (na batalha com o suiço Riccardo Maiga), perdendo para o consistente tenista irlandês Simon Carr, por 6-1 e 6-1, o tavirense Tomás Luis fez o que pôde no encontro com um dos favoritos, o espanhol Roberto Ortega-Olmedo, saindo derrotado por 6-4 e 6-2. O francês Alexandre Muller, primeiro favorito, ultrapassou mais um obstáculo na sua caminhada, e, hoje,
beneficiou do abandono por lesão do lituano Julius Tverijonas, quando já vencia por 7-5 e 3-0. Igualmente sem necessitar de terminar a sua prestação nos oitavos de final esteve o colombinado Eduardo Struvay. Liderava o encontro com o ucraniano Marat Deviatiarov, por 5-2, quando o tenista de leste se viu obrigado adeixar o court com uma lesão no ombro direito. Finalmente, o britânico Evan Hoyt e o tunisino Skander Mansouri também se qualificaram para os quartos. Hoyt viu o brasileiro Filipe Brandão desistir, indisposto, quando liderava por 3-0, enquanto o campeão em Oliveira de Azeméis na semana passada, ultrapassou o espanhol Alberto Barroso Campos (6-2 e 6-3).

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste