Tirar o cartão do cidadão custa mais 25% e crianças passam a pagar

 

A partir de sexta-feira, um pedido normal de emissão ou substituição do cartão do cidadão passa a custar 15 euros, contra os actuais 12 euros. Sendo um pedido urgente, o custo passa para os 30 euros, um aumento de 50% face aos actuais 20 euros exigidos.

A primeira emissão do cartão para crianças até aos seis anos, que até agora era gratuita, passa a custar o equivalente a 50% da taxa normal.

Os novos valores foram hoje publicados em Diário da República e actualizam os preços fixados inicialmente em 2007, quando o cartão do cidadão começou a ser disponibilizado. “tendo evoluído o nível dos serviços prestados, não foram contudo tocados os montantes das taxas, que se mantiveram inalteradas”, justifica o Governo no preâmbulo da Portaria. Além disso. alega-se, a estabilização do processo produtivo e a mais rigorosa informação do custo de cada um dos seus elementos permitem esta actualização.

Um pedido urgente com entrega no estrangeiro aumenta também 10 euros, dos 35 para os 40 euros e um pedido urgente em Portugal, com entrega no próprio dia aos balcões do Instituto dos Registos e Notariado, em Lisboa, passa dos 25 euros para os 35 euros.

Avatar

DV

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste