DESPORTO

Treinador diz que Portimonense vai ao Dragão com estratégia trabalhada

O treinador Paulo Sérgio disse hoje que o Portimonense vai defrontar o FC Porto, no domingo, com uma “estratégia trabalhada para discutir o resultado” do jogo da sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Procurámos trabalhar uma estratégia em que acreditamos que podemos ir lá competir pelo resultado, sabendo que vai ser um jogo muito difícil contra uma equipa super competente, mas estamos preparados para uma tarde difícil e para dignificar o emblema que trazemos ao peito”, disse o treinador dos algarvios.

Paulo Sérgio falava na conferência de imprensa de antevisão ao encontro entre o Portimonense, 17.º e penúltimo classificado, com quatro pontos, ao FC Porto, quarto, com 10 pontos, marcado para domingo, às 17:30, no Estádio do Dragão, na cidade do Porto, dirigido pelo árbitro António Nobre, da associação de Leiria.

O treinador reconheceu que o confronto com os portistas “não vai ser fácil, tendo o jogo sido preparado em função do que é a realidade do Portimonense, corrigindo e melhorado algumas das coisas que foram verificadas em jogos anteriores”.

Paulo Sérgio não vê que a ausência do defesa central Pepe na equipa portista “seja uma vantagem, porque embora seja um jogador muito bom, até pela sua experiência, o FC Porto não deixará de ter uma boa equipa no terreno”.

“Nós não nos preparámos em função de um jogador, mas sim em função daquilo que o Porto vale como um todo”, sublinhou.

O treinador disse que olha para o Porto “como uma equipa forte, e sem ilusões do que foi o jogo dos portistas” com o Paços de Ferreira na jornada anterior – derrota por 3-2 -, “até porque foi um jogo com incidências muito particulares e com muito mérito da equipa do Paços de Ferreira”.

“O Porto que nós conhecemos foi o que fez do Marselha uma equipa banal. Esse é o FC Porto que sabemos que está lá”, sustentou.

Segundo Paulo Sérgio, o Portimonense “vai procurar a baliza” do FC Porto, à semelhança do que tem acontecido em todos os jogos, reconhecendo que quaisquer erros dos algarvios podem deitar por terra toda a estratégia trabalhada.

“Não nos podemos distrair porque a qualidade do outro lado é imensa, nomeadamente com erros de posicionamento, de abordagem a lances ou deixarmo-nos embalar em momentos em que temos bola e estejamos descompensados e que possam permitir ao FC Porto efetuar ataques rápidos”, alertou.

Paulo Sérgio considerou que “a concentração e o foco em detalhes em determinados momentos do jogo, verificadas em jogos anteriores, serão essenciais para que a equipa consiga os seus objetivos”.

“Não temos sido inferiores aos nossos adversários, mas temos tido momentos de jogo que nos têm comprometido. Temos de nos tornar mais concentrados, mais vivos, mais malandros. Falta-nos alguma malandrice própria do jogo, para não sermos surpreendidos com situações que roçam a infantilidade e que nos têm penalizado bastante”, sustentou.

O treinador indicou que para a deslocação ao Dragão “estão três jogadores em dúvida, e só após os outros dois treinos previstos é que haverá uma noção mais exata dos convocados”.

“Pedro Sá está a recuperar bem da lesão sofrida no cotovelo e há duas surpresas infelizes que prefiro não tornar públicas”, concluiu.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste