ALGARVE DESPORTO FUTEBOL

Treinador do Portimonense quer evitar desatenções frente ao Benfica

[mobileonly] [/mobileonly]

O treinador do Portimonense disse esta segunda-feira que a equipa deverá estar focada em todos os segundos do jogo de quarta-feira frente ao Benfica, da 26.ª jornada da I Liga de futebol, para evitar desatenções que podem provocar mossa.

“Estamos em nossa casa e quero uma equipa focada em todos os segundos do jogo, porque a qualidade superior do plantel do Benfica permite que, a qualquer momento, uma desatenção nos possa fazer mossa”, afirmou Paulo Sérgio, na conferência de imprensa de antevisão do encontro.

O treinador dos algarvios desvalorizou o suposto mau momento do Benfica – uma vitória nos seus últimos seis jogos da I Liga -, salientando que os ‘encarnados’ sofreram “críticas injustas” em relação ao nulo caseiro com o Tondela (0-0).

“O futebol e a produção estiveram lá, apenas falhou na eficácia e concretização”, assinalou, pedindo aos seus jogadores que sejam “mais rigorosos e mais pressionantes” para impedir o mesmo volume de oportunidades de golo.

“Temos de olhar para a produção do Benfica e precaver-nos para, quando não tivermos a bola, não permitir tal número de ocasiões, porque o risco de sofrer golo será tremendo”, frisou Paulo Sérgio.

Para o técnico algarvio, a pressão do Benfica “é a mesma de todos os dias”, porque “tem de ganhar todos os jogos até final”, lembrando que se trata “da pressão normal de um clube grande”.

“A coisa pode ser vista de dois prismas diferentes, mas quando a bola começa a rolar é ela que manda. O grupo está bastante pressionado, mas isso pode evoluir de duas maneiras: que entrem nervosos ou, por outro lado, mais concentrados ou aguerridos. Mas funciona para o Benfica como funciona para o Portimonense”, explicou.

Depois de, com a vitória frente ao Gil Vicente (1-0) na jornada anterior, o Portimonense ter colocado ponto final num jejum de vitórias de 12 jornadas e mais de seis meses, o treinador considerou a última semana “normal”.

“Foi uma semana normal. É óbvio que muito mais satisfeitos do que se não tivéssemos conseguido a vitória. Mas estamos focados nas nossas tarefas e em trabalhar afincadamente, porque falta subir muito prémio de montanha”, referiu.

No Portimonense, os médios Pedro Sá e Bruno Costa, habituais titulares, estão de volta às opções, depois de terem cumprido castigo, mas o técnico não deixou detalhes sobre eventuais mudanças no ‘onze’ ou no esquema tático.

Paulo Sérgio assegurou também que a falta de público nas bancadas “penaliza toda a gente”, ressalvando, pela segunda semana seguida, que existem condições para, “com toda a segurança”, ter adeptos presentes nos jogos.

“Veja-se as manifestações do ‘Black Lives Matter’ por todo o mundo. Por uma causa justa, houve montes de gente a aglomerar-se, com riscos tremendos para a saúde publica. Há uma série de incongruências, em que cada um também é responsável individualmente e não só, o Estado também”, concluiu, numa alusão às manifestações contra o racismo.

O Portimonense, 17.º e penúltimo classificado, com 19 pontos, recebe o Benfica, líder com 60 pontos, em jogo marcado para quarta-feira no Municipal de Portimão, às 19:15.

O Benfica está à frente do FC Porto por ter melhor diferença de golos, fator de desempate que vale até à penúltima jornada, mas, em caso de igualdade pontual no fim, os ‘dragões’ prevalecem, face à vantagem no confronto direto .

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: