Tudo preto no branco ou haverá ‘guerra’

“As notícias de imprensa não se podem substituir ao Governo. Aguardamos pois, com urgência, a confirmação oficial (da rescisão dos contratos)”, referem as sete organizações anti-petróleo

O cancelamento dos contratos de prospeção de petróleo no Algarve com a Portfuel e a Repsol/Partex, anunciado há cerca de um mês, ainda não foi confirmado oficialmente. Vários movimentos e associações prometem não baixar os braços até que o Governo emita “um comunicado claro e concreto” a confirmar a anulação dos contratos. “Ainda não sabemos se há vontade política em rescindir as concessões ou se está apenas a aguardar que as petrolíferas reponham a legalidade”, referem os ativistas, temendo que “caso sejam descobertos recursos, nenhum governo possa impedir as concessionárias de os explorar”…

 

(NOTÍCIA PUBLICADA NA ÍNTEGRA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – 12 DE JANEIRO)

Nuno Couto | Jornal do Algarve

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

+ Populares

- Publicidade -castro-marim-santos
- Publicidade-spot_img

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste