Universidade do Algarve vai ter mais 50 professores e investigadores

.

A Universidade do Algarve tem aberto concurso para contratar mais de 50 doutorados ao abrigo da lei do emprego científico, tornando-se, assim, numa das primeiras instituições a promover o emprego científico através deste concurso internacional.

O primeiro procedimento deste concurso internacional já está aberto e prevê o preenchimento de 28 lugares de investigadores doutorados, enquanto o segundo procedimento será aberto a 31 de agosto de 2018, altura em que parte dos investigadores cumprem os critérios de elegibilidade a Financiamento da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

“A abertura deste concurso irá permitir um enorme rejuvenescimento ao nível da atividade científica e com benefícios óbvios na qualidade do ensino, devido à forte interação entre as atividades de investigação e de docência, que caracterizam a maioria dos cursos da Universidade do Algarve”, salienta a reitoria em comunicado.

Os concursos abrangem as diferentes áreas científicas, como as ciências do mar, as ciências biológicas, biotecnologia, as geociências, biomedicina, a arqueologia, as artes, a sociologia, entre outros.

Para reforçar ainda mais esta capacidade de investigação e docência, a Universidade do Algarve candidatou-se, recentemente, ao Concurso “Emprego Cientifico Institucional” da Fundação para a Ciência e Tecnologia, para a contratação de mais jovens investigadores doutorados.

“Com os resultados desta proposta espera-se contribuir para revitalizar o seu corpo docente e de investigadores, e potenciar ainda mais as interações entre a ciência e a sociedade em geral”, sublinham os responsáveis.

JA

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste