COVID-19

VRSA e Castro Marim somam 41 casos ativos

O concelho de Vila Real de Santo António tem hoje 34 casos ativos de covid-19, distribuídos pelas três freguesias, enquanto Castro Marim registava 7 infeções na sexta-feira, segundo apurou o Jornal do Algarve.

Os municípios de Castro Marim e VRSA decidiram esta semana desenvolver uma estratégia conjunta de controlo e mitigação da covid-19, dada a íntima relação existente entre ambos municípios e o recente aumento de casos.

Em comunicado, justificam as medidas dado o “incremento muito significativo de casos, verificados na passada semana, associados a uma grande quantidade de contactos, nos territórios dos municípios de VRSA e de Castro Marim”.

Assim, os presidentes de câmara, delegados de saúde e coordenadores da proteção civil, além das medidas gerais determinadas pelo Governo, decidiram implementar novas medidas.

Foram suspensos todos os eventos e todos os treinos que impliquem atividades desportivas coletivas, além da recomendação do uso de máscara, inclusive na rua.

Foi reforçada a proibição de festas privadas, nos termos já previstos pela Direção-Geral de Saúde e solicitada a colaboração das forças policiais para a implementação das normas, identificando os infratores e aplicando as sanções previstas na lei.

As autarquias apelam ainda ao reforço do espírito de civismo e disciplina ao evitar todos os contactos pessoais e profissionais não essenciais e qualquer comportamento de risco, tendo aplicado medidas para limitação do contágio em funerais, lojas, clubes desportivos e vias públicas.

Em Vila Real de Santo António foram ainda suspensas as visitas a lares de idosos e à unidade de cuidados continuados do concelho, mas a delegada de Saúde local, Halyna Karuna, salientou ao JA que “a situação está controlada”.

As pessoas que estão em isolamento profilático têm recebido visitas e chamadas telefónicas diárias da Guarda Nacional Republicana, que se certifica se estão a fazer quarentena, apresentando-se à janela.  

Os novos casos de covid-19 em VRSA não têm ligação aos que surgiram no início do mês e “todos os contactos têm sido feitos, com determinação para isolamento e orientação para esperar pela realização de teste”. 

Segundo revelou Halyna Karuna, uma das pessoas que está infetada, “provavelmente poderá ter sido contagiada numa viagem de comboio”. 

O Lusitano Futebol Clube de Vila Real de Santo António confirmou durante o fim-de-semana um caso positivo de covid-19 no escalão júnior, tendo outros cinco atletas apresentado resultados negativos.

Após uma reunião com as autoridades de Saúde locais, o clube decidiu colocar todo o plantel, staff e diretor desportivo em isolamento profilático durante 14 dias. “Estes irão também, nos próximos dias, realizar teste de forma a reduzir a lista de contágio”, referiu o clube em comunicado.

No entanto, nas redes socias circulam informações que não correspondem à verdade e que “estão a causar confusão” na comunidade. “Estão a confundir os casos ativos com as pessoas em isolamento”, sublinhou a delegada de Saúde de Vila Real de Santo António. 

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: