Circulo Teixeira Gomes “importa” metodologia educativa brasileira

Paulo Neves (esq.) e Leonardo Fraiman

O Circulo Teixeira Gomes, sediado em Faro, assinou na última semana um protocolo com o projeto OPEE (Orientação Profissional, Educação e Empreendorismo) para que esta entidade brasileira, sediada em São Paulo, implemente a sua metodologia de ensino na região algarvia.

O OPEE comprometeu-se a apresentar, durante o mês de fevereiro, dois projetos designados por “Projectos de Vida”, para intervenção junto dos jovens e que possam ser ajustados, posteriormente, pelas autoridades educativas que os aceitem implementar. Um deles destina-se a jovens dos 6 aos 10 anos e outro a jovens dos 11 aos 16 anos.

O Circulo Teixeira Gomes funcionará como agente facilitador e dinamizador junto das autoridades da região, designadamente a Direção Regional de Educação, os agrupamentos escolares e professores, bem como a comunidade envolvente, para a divulgação e adaptação da metodologia do OPEE ao sistema de ensino português, tendo como beneficiários os jovens em idade escolar obrigatória.

A decisão quanto à implementação dos “Projetos de Vida” e respetiva metodologia “dependerá da autorização das duas entidades e dos destinatarios, em tempo que permita a sua vigencia no programa escolar do ano letivo 2013-2014 nas entidades que o adotem”, lê-se no acordo assinado por Paulo Neves, presidente do Circulo Teixeira Gomes, e por Leonardo de Perwin e Fraiman, autor da metodologia do OPEE. O acordo foi assinado no Consulado Honorario da Republica Federativa do Brasil no Algarve, na
presença do respetivo cônsul.

Refira-se que o OPEE tem uma vasta experiência junto de governos estaduais e municipais, entidades públicas e privadas, fundações e organismos educacionais de diversos estados do Brasil, bem como junto de famílias, professores e alunos entre os 6 e os 16 anos dos diversos graus de ensino e realidades socioeconómicas.

pub

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste