ECONOMIA

Candidaturas abertas para a modernizar polos empresariais

O Governo abriu para todas as regiões, até dia 2 de dezembro, o aviso para apresentação de candidaturas para a reconversão e a transformação de Áreas de Acolhimento Empresarial (AAE), com um financiamento de 110 milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). No Algarve estão apenas dois projetos a concurso.

Em comunicado, o Ministério da Coesão Territorial refere que o aviso abrange todas as regiões através das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR).

O objetivo é o de modernizar Áreas de Acolhimento Empresarial (AAE) já existentes, para as preparar para as transições verde e digital, e para garantir uma melhoria da competitividade das empresas já instaladas.

De acordo com a nota, os apoios são para investimentos na autoprodução e armazenamento de energia renovável, ilhas de qualidade energética A+, soluções de carregamento de viaturas elétricas e abastecimento a hidrogénio, cobertura de banda larga rápida (5G) em áreas do interior com comprovada falha de mercado ou soluções de resiliência ativa a incêndios, consoante as características das AAE.

As candidaturas serão avaliadas, entre outros aspetos, tendo em conta o número de empresas instaladas e o número de postos de trabalho em cada AAE, quantos desses negócios estão associados a cadeias de logística, e de que forma se articula o trabalho dessas empresas com o Sistema Regional de Inovação em questão. Serão beneficiadas na avaliação AAE localizadas em territórios do interior, indica o ministério liderado por Ana Abrunhosa.

O processo de seleção das AAE decorre em duas fases. Numa primeira, até 15 de setembro, foram submetidas às CCDR 81 manifestações de interesse por parte de municípios e entidades municipais gestoras de AAE. As CCDR selecionaram 38 projetos: nove na região Norte, 18 na região Centro, quatro na Área Metropolitana de Lisboa, cinco no Alentejo e dois no Algarve.

Estes 38 projetos podem agora, até 2 de dezembro, ser candidatados a esta segunda fase do concurso, que vai selecionar as intervenções a apoiar.

Segundo a nota, esta medida dá continuidade aos investimentos dos Programas Operacionais Regionais no âmbito do Portugal 2020 (de apoio a novas AAE e requalificação das já existentes) e será ainda complementada com apoios a AAE no âmbito do Portugal 2030.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste