EXCLUSIVO JA: PJ vai confrontar suspeito da morte de Rodrigo Lapa

Rodrigo Lapa desapareceu a 22 de fevereiro em Portimão, mas o corpo só foi descoberto a 2 de março, a cerca de 80 metros de casa

O JA sabe que a Polícia Judiciária está prestes a deslocar-se ao Brasil no âmbito do caso Rodrigo Lapa, o jovem de 15 anos que a 2 de março apareceu morto por estrangulamento, perto de casa, em Portimão. Os investigadores querem ouvir o padrasto da vítima, que viajou para o Brasil no dia do crime, sendo apontado como o principal suspeito do homicídio. Ouvidos pelo JA, os amigos de Rodrigo Lapa manifestam-se revoltados pelo facto de ainda não existirem arguidos e dizem que “este caso não pode ficar impune”

 

A PJ adiantou ao JA que já está a organizar a deslocação ao Brasil para interrogar Joaquim Lara Pinto
A PJ adiantou ao JA que já está a organizar a deslocação ao Brasil para interrogar Joaquim Lara Pinto

“A carta rogatória já foi expedida para o Brasil e a equipa de investigadores já está a organizar a deslocação a este país para continuar a investigação à morte de Rodrigo Lapa.” A garantia foi dada esta semana ao JA por uma fonte da diretoria do sul da Polícia Judiciária (PJ), que investiga o assassinato brutal e (ainda) sem arguidos ocorrido há quase nove meses, em Portimão.

Rodrigo Lapa foi dado como desaparecido a 22 de fevereiro e o seu corpo encontrado dez dias depois, na zona do Malheiro, a poucos metros da casa onde vivia com a mãe, a irmã bebé e o padrasto…

(NOTÍCIA PUBLICADA NA ÍNTEGRA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JA – DIA 17 DE NOVEMBRO)

Nuno Couto | Jornal do Algarve

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

+ Populares

- Publicidade -castro-marim-santos
- Publicidade-spot_img

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste