ALGARVE ÚLTIMAS

Humberto Rosa diz que demolições na Praia de Faro são inevitáveis

[mobileonly] [/mobileonly]

Questionado sobre a questão das demolições na Praia de Faro, o Secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, sublinhou: “a motivação do Ministério do Ambiente é fazer o devido planeamento baseado em estudos científicos que apontem o melhor caminho e disso não nos podemos desviar”.
As afirmações foram proferidas à margem da inauguração do novo edifício da Algar.
“Posso confirmar que fruto dos estudos feitos, o que quer que se planeie para a Praia de Faro é no sentido de proteger pessoas e bens em vez de deixar que cada temporal e cada Inverno traga mais ameaças”, acrescentou.
Questionado sobre o aumento da verba destinada às intervenções na Praia de Praia através do Polis Litoral da Ria Formosa de seis para 20 milhões de euros, o secretário de Estado admite que a verba possa não estar disponível na totalidade de imediato. “Ainda que não haja dinheiro de repente, estes planos também não são para ser feitos no imediato. (…) Haverá que encontrar a forma certa para canalizar esses investimentos”. “Há uma sensação que isso é incontornável e que acaba por compensar a prazo. O que seria uma praia de Faro destruída constantemente por temporais, porventura com um cordão dunar rebentado e os impactos que isso iria ter para a Ria Formosa?”, comentou.

JA/SCS
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste