I Festival de Guitarra Portuguesa do Algarve de 10 a 13 junho

Os guitarristas Pedro Caldeira Cabral, Paulo Soares e Custódio Castelo são os cabeças-de-cartaz do primeiro Festival de Guitarra Portuguesa no Algarve, que vai decorrer no Teatro Lethes de Faro entre quinta feira e domingo.
O coordenador do evento e diretor artístico da Associação Guitarra Portuguesa com Futuro, João Cuña, explicou que com este evento se pretende divulgar aquele instrumento tipicamente português e “sensibilizar novos públicos para a guitarra portuguesa, que se pode posicionar em vários estilos de música”.
O festival foi inaugurado no Dia de Portugal, a 10 de junho, no Teatro Lethes, com a subida ao palco do guitarrista Pedro Caldeira Duarte e prolonga-se ao longo de quatro dias, com os guitarristas Paulo Soares e Custódio Castelo a atuarem dias 11 e 12, respetivamente, no Teatro Lethes.
O Festival de Guitarra Portuguesa no Algarve, que contou com o apoio de 10 mil euros da Direcção Geral das Artes, propõe um ciclo de concertos intitulado “Guitarra portuguesa com grandes mestres” que é inaugurado no Dia de Portugal, a 10 de junho, no Teatro Lethes com a atuação do guitarrista Pedro Caldeira Cabral.
Os guitarristas Paulo Soares e Custódio Castelo também atuam no Lethes dias 11 e 12, respetivamente.
Uma exposição denominada “Guitarra Portuguesa com Futuro” patente no primeiro piso do Teatro Lethes, “Guitarras em Tertúlia”, palestras e concertos informais com músicos conceituados e novos valores da Guitarra Portuguesa, demonstrações da construção de uma guitarra portuguesa ou a possibilidade de experimentar tocar aquele instrumentos são outras propostas do certame dedicado à guitarra portuguesa.
Os ingressos para os concertos principais rondam os 10 euros, mas há concertos informais e outras actividades gratuitas, disse João Cuña, que acredita que o evento veio para ficar e pensa já em futuras edições.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste