POLÍTICA

PSD/Faro acusa Governo de ostracizar sem-abrigo do concelho

O PSD/Faro acusa o Governo de ostracizar os cidadãos-sem abrigo do concelho da capital de distrito, uma vez que as instituições farenses não tiveram acesso à medida “Apartamentos partilhados para pessoas em situação de sem-abrigo”, depois de feita a candidatura.

“O Governo da esquerda voltou a ignorar Faro e os farenses não assinando de imediato protocolo com as instituições farenses que se candidataram à medida “apartamentos partilhados para pessoas em situação de sem-abrigo”, quando tinha todas as condições para o fazer”, refere o PSD/Faro em comunicado.

Segundo o partido, o concelho de Faro tem 62 pessoas em situação de sem-abrigo e duas instituições particulares de solidariedade social candidataram-se a esta medida “sem que tivesse havido até ao momento aprovação” e “ignoradas”.

“O Governo votou assim ao mais indecoroso ostracismo, os sem-abrigo registados em Faro, privando-os da assistência que a todos os cidadãos o Estado deve providenciar”, acusa o PSD/Faro.

O partido salienta ainda que o município de Faro “foi o primeiro do Algarve a ter uma estratégia de apoio aos sem-abrigo” através da criação do Núcleo de Planeamento e Intervenção dos Sem-Abrigo em 2010 e atualizou o protocolo durante este mês “reafirmando o seu compromisso no combate a esta problemática”.

“Esperamos agora que o Governo possa rapidamente emendar a mão, repondo a equidade que é devida no tratamento de todas as instituições, procedendo à imediata aprovação das candidaturas farenses que teima em retardar”, conclui o partido, em comunicado.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste