Lagoa integra programa de reflorestação

.

O município da Lagoa foi um dos 77 selecionados para integrar o programa Floresta Comum. A iniciativa, que pretende incentivar a reflorestação com espécies autóctones do nosso país, vai ser dinamizada no parque municipal Sítio das Fontes.

Este programa, de âmbito nacional, resulta de uma parceria entre a Quercus, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), visando a reflorestação com espécies originárias do nosso território, que é o caso das que serão plantadas no Sítio das Fontes.

Assim, vão ser plantados 70 pinheiros-mansos, 20 carvalhos portugueses e 110 sobreiros, árvores que passarão a enriquecer o património botânico daquele parque.

“As espécies selecionadas adaptam-se bem às condições de clima e solo ali existentes, esperando-se que venham a constituir zonas de refúgio e reprodução para várias outras espécies da avifauna, contribuindo para o aumento da biodiversidade do local”, adiantam os promotores, frisando que, dentro de alguns anos, “os bosquetes criados com estas plantações integrarão o conjunto de biótopos do Sítio das Fontes, a explorar nas atividades de educação ambiental promovidas pelo parque”.

Assim, o Sítio das Fontes lançará em breve um desafio à participação de voluntários e de estabelecimentos de ensino, para as operações de plantação das árvores.

pub

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste