POLÍTICA

BE propõe Cidade Velha de Faro sem carros como compromisso

baixa-faro

O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à presidência da Câmara de Faro defendeu a retirada da circulação de automóveis da Cidade Velha como compromisso para uma diminuição progressiva da sua utilização na cidade.

Aníbal Coutinho destacou à agência Lusa a necessidade de promover práticas de mobilidade “a pé e com bicicleta”, contribuindo para que as cidades produzam “menos poluição”.

“Ao fecharmos o trânsito na Cidade Velha, que é um ícone para nós, farenses, era quase um compromisso que tínhamos com a cidade e com as gerações futuras de usar menos o automóvel e de descarbonizar a nossa mobilidade”, assumiu.

Para o candidato, este seria um processo de implementação “progressiva e sustentada”, mas passaria a haver apenas trânsito “pedestre ou com apoio de bicicletas” naquele espaço e somente os residentes poderiam fazer uso do seu automóvel.

Os clientes que pretendessem frequentar os espaços comerciais, nomeadamente os de restauração, teriam como alternativa um “ótimo parque acessório”, o de São Francisco, com 950 lugares, não precisando de levar os carros para aquela área.

Aníbal Coutinho realçou que há uma necessidade de o transporte urbano ser “menos poluente”, com uma redução da utilização do automóvel e um aumento de “outras alternativas de mobilidade” que têm de ser implementadas “aos poucos e poucos”.

O transporte público deve ser, para a candidatura, “tendencialmente gratuito”, mas há também uma necessidade de descarbonização, passando a usar-se autocarros a hidrogénio, eletrónicos ou com motores acessórios elétricos.

“Não estamos a falar de quatro anos, mas estamos a falar que nos próximos anos todos nós, como cidadãos, farenses e algarvios temos de investir em alterar a nossa mobilidade para que ela seja compatível com o futuro”, afirmou.

Esta é uma ideia que o candidato gostaria de ver estendida à região com a criação de “ramais de transporte público” que permitam uma acessibilidade aos centros de “maior emprego e afluência”, como a criação de um ramal de ferrovia para a universidade e outro que servisse a parte urbana e a inter-relação com as cidades mais próximas.

O BE tem como adversários na corrida à presidência da capital algarvia o ‘repetente’ Rogério Bacalhau (PSD) – que se candidata a um terceiro e último mandato -, o antigo vereador socialista João Marques, Catarina Marques (CDU) e Elza Cunha (PAN).

Nas eleições de 2017, a coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM obteve 43,94% dos votos, alcançando maioria absoluta no executivo, com cinco vereadores. O PS obteve 38,06% dos votos (restantes quatro vereadores) e a CDU, com 7,38%, perdeu o vereador que tinha assegurado em 2013.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste