Bruxelas ordena ao Estado português recuperação do auxílio ao BPP

 A Comissão Europeia decidiu hoje, em Bruxelas, que a garantia do Estado português sobre um empréstimo de 450 milhões de euros concedida em 2008 ao BPP foi um auxílio estatal “ilegal e incompatível” e ordenou a Lisboa a recuperação do auxílio.

Bruxelas considera que a garantia concedida a seis bancos em Portugal para o empréstimo ao BPP numa altura de crise financeira, em dezembro de 2008 foi “ilegal e incompatível” em virtude do “incumprimento da sua obrigação de apresentar um plano de reestruturação e da reduzida taxa de remuneração da garantia paga pelo banco”.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste