Castro Marim: Célia Brito promete “abrir portas” ao desenvolvimento

Célia Brito afirmou ontem, na apresentação dos candidatos do PS às eleições intercalares para a Câmara Municipal, «ser importante mudar os destinos de Castro Marim», falando mesmo em «emergência municipal de forma a trazer o orgulho aos castro-marinenses, numa terra com história».

A cabeça de lista do PS discursou junto
à igreja de Nossa Senhora dos Mártires, tendo junto a si vários autarcas da
região, deputados algarvios do PS, o presidente da ARS Algarve, Paulo Morgado e
José Apolinário, na qualidade de membro da Comissão Nacional do PS, para além
de José Águas da Cruz, candidato algarvio às eleições europeias pelo PS e
presidente da Assembleia Municipal de Lagoa.

Quanto à acusação do candidato Francisco
Amaral, sobre a ingovernabilidade da Câmara Municipal, a candidata do Partido
Socialista, contrapôs referindo que nos últimos dois anos, dos 960 assuntos que
foram a reunião de Câmara, 90% foram aprovados por unanimidade, 5% por maioria
absoluta, 4% com maioria relativa, tendo sido reprovado 1%, «porque não estava
em condições legais de ser aprovado».

Célia Brito revelou que o programa
eleitoral para estas eleições, «não será extenso, mas formatado no sentido de
ir ao encontro das necessidades das pessoas de cada freguesia».

Sendo um concelho disperso que vai da
Serra ao Litoral, a candidata prometeu dar condições para a sua dinamização,
«não podemos fechar as portas aos empresários que nos procuram, mas sim trazer
riqueza sustentável para que Castro Marim se desenvolva, para atribuir apoios
sociais e habitacionais que Castro Marim precisa».

A acessibilidade ao Castelo de Castro Marim,
mereceu também críticas por parte de Célia Brito, «uma questão que já deveria
estar resolvida na medida em que dificulta o acesso ao espaço por parte de
famílias ou de turistas que visitam a Vila, sendo um compromisso do PS resolver
este problema».

Apontou também para a necessidade de se
apostar e potencializar os produtos locais, referindo-se ao Sal de Castro
Marim, «o nosso ouro branco», mas também o artesanato, ajudando os pequenos
produtores a conseguirem pôr os seus produtos no mercado.

A questão dos jovens é para o PS uma
prioridade, que segundo a candidata «têm estado esquecidos, muitos deles têm de
sair de Castro Marim para trabalhar, porque não houve desenvolvimento e por
conseguinte, não houve emprego».

Apoiar a natalidade com o objetivo de
fixar jovens casais ao concelho, resolver a «degradação» da Rua da Alagoa em
Altura, a questão do comércio fechar nesta freguesia durante o Inverno ou a
falta de acessibilidade nos transportes para os mais idosos, são matérias que
integram o programa eleitoral de Célia Brito.

A candidata informou dar conhecimento
destes e outros compromissos no decurso da campanha eleitoral, terminando o
momento ao som do Hino Nacional com todos os presentes.

Texto e fotos gentilmente cedidos pelo nosso colega “Algarve Primeiro”

pub

 

 

 

pub

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste