Castro Marim investe 150 mil euros para prevenir incêndios

.
.

.

O Município de Castro Marim fez um investimento de cerca de 150.000 euros na limpeza e desmatação das faixas de gestão de combustível, em redor dos aglomerados populacionais considerados, pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), de maior risco de incêndio.

Assim, e além dos trabalhos efetuados nas áreas da sua responsabilidade, entre os quais o Pinhal do Gancho e as principais estradas municipais, a autarquia avançou com ações de proteção em 32 localidades: Alcaria, Alcarias Grandes, Almada de Ouro, Alta Mora, Azinhal, Cabacinhos, Choça Queimada, Corte Gago, Corte Pequena, Monte Baixo Grande, Monte Baixo Pequeno, Cortelha, Corujos, Estrada, Fortes, Foz de Odeleite, Funchosa, Furnazinhas, Magoito, Marroquil, Monte de Cima, Monte Novo, Murteira de Baixo, Murteira de Cima, Odeleite, Pego dos Negros, Piçarral, Portela Alta de Baixo, Portela Alta de Cima, Quebradas, Sentinela e Tenência.

Também para efeitos da gestão de combustível junto das estradas municipais, a Câmara Municipal de Castro Marim submeteu a apoios comunitários candidaturas para a instalação da rede primária das faixas de gestão combustível, ao PDR2020), um investimento de cerca de 60.000 euros em 234 hectares, bem como para limpeza das faixas de interrupção de combustíveis (FIC), esta ao Fundo Florestal Permanente, para as áreas prioritárias e não prioritárias, que totalizam, respetivamente, 19.000 euros para 18 hectares e cerca de 50.000 euros para 66 hectares.

Ainda no âmbito da prevenção contra incêndios rurais, a autarquia castro-marinense, em colaboração com a Autoridade Nacional da Proteção Civil e a Associação Nacional de Municípios, “tem desenvolvido esforços para implementar o programa ‘Aldeia Segura, Pessoas Seguras’, com vista a dotar as povoações mais isoladas e com maior risco de incêndio de procedimentos de emergência e de comportamentos que permitam uma maior resiliência face a situações de risco”, explicam os responsáveis autárquicos.

“Sendo a prevenção dos incêndios rurais e florestais uma prioridade nacional e local, o município de Castro Marim tem canalizado recursos e esforços para a salvaguardar a segurança do território, classificado como de maior risco, do concelho”, acrescentam os mesmos responsáveis, recordando que, no último mês, Castro Marim foi considerado o concelho do país com maior risco de incêndio.

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste