OPINIÃO

Crónica de Faro: Habitação, um problema de sempre

Joao Leal
OPINIÃO | JOÃO LEAL
PUB

Entre os mais graves e dramáticos problemas que ao longo de oitenta anos sempre conhecemos na cidade capital sulina figura, com destacada relevância, o da habitação. Mesmo quando não se invocava, porque não o era permitido nem invocável, o desde há quatro décadas, direito inscrito na Constituição, de ter «um tecto protector». ele existia com a flagrante realidade que hoje apresenta. Hoje, vimos centenas de jovens prontos e desejosos de encetar uma vida nova e normal, como o é da própria evolução da vida. Deparamos com sucessivas camadas de estudantes vítimas da especulação do mercado imobiliário.

Assistimos à dramática situação de muitos trabalhadores que não aceitam o seu posto de trabalho no Concelho porque não onde alojar a família. Assistimos, recentemente na Assembleia da República e a quando da discussão do Orçamento de Estado para 2021 a um explícito reconhecimento público desta gravíssima situação, que a todos nos toca e a todos nos fere. Dessa sessão em São Bento extraímos as frases seguintes:


«Grande problema – com o compromisso de se encontrarem medidas para facilitar os arrendamentos às famílias mais carenciadas e da classe média»
(Governo, presidido por António Costa)

«A Região do Algarve é mesmo, depois de Lisboa, a região com mais dificuldade no acesso à habitação»
(Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas e Habitação)

«A necessidade de encontrar a ferramenta para permitir fixar lá (no Algarve) não apenas a população da região, mas também todos os profissionais»
(Marina Gonçalves, Secretária de Estado da Habitação)

Três reconhecimentos por parte de quem cabe grande parte da responsabilidade de resolver este «drama», sem esquecer o papel que cabe ao Município e a outros.
A solução para quando?

João Leal

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
Bloggers %d como este: