Cura nos tempos da peste em Loulé é tema de conferência no próximo fim-de-semana

No próximo sábado, 15 de fevereiro, pelas 15:00, o Arquivo Municipal de Loulé recebe mais uma conferência integrada no ciclo “O Documento que se segue”. “Práticas de cura nos tempos de peste numa vila do Antigo Regime: o caso de Loulé” é o tema da sessão que será apresentada por Luís Ribeiro Gonçalves.

As pestes deixaram profundas marcas no território algarvio ao longo dos séculos. O que o conferencista se propõe analisar é como se organizou a assistência em tempos de doença, observando a atuação das instituições e dos seus oficiais em episódios epidémicos, mas também ambientes endémicos, onde os cuidados da saúde foram essenciais para assegurar o bem comum das populações.

Nesse sentido, a partir do exemplo de Loulé, será examinado o papel das câmaras, dos hospitais e das misericórdias, nestes contextos, reconhecendo que muitas deles atuavam em articulação com outros lugares no Algarve e até no reino. Por outro lado, o conferencista irá verificar qual foi o papel dos físicos, cirurgiões, boticários, sangradores, barbeiros e muitos outros curadores ou curandeiros que compunham o mercado de cura local.

Doutorando na VIIIª edição do PIUDHIST pela Universidade de Évora, com o projeto “Prática médica e controlo profissional no Portugal quinhentista”, Luís Ribeiro Gonçalves é graduado em Arqueologia e mestre em História Medieval pela Universidade de Lisboa, em 2006. Tem como principais interesses várias vertentes da História da Medicina e do Ambiente, sobretudo água, em torno dos séculos XV e XVI portugueses.

Este evento é de entrada livre.

João Prudêncio

João Prudêncio

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste