Ex-ministro de Berlusconi condenado a prisão por corrupção

O ex-ministro italiano Aldo Brancher, que se demitiu a 05 de julho, foi hoje condenado a dois anos de prisão pelo Tribunal Penal de Milão por branqueamento de dinheiro e apropriação indevida.

Ex-ministro sem pasta para a Execução do Federalismo, Brancher terá ainda de pagar quatro mil euros de multa por este processo, que integra o chamado caso Antonveneta.

Brancher procurou beneficiar da lei do «legítimo impedimento», o que provocou um escândalo que levou à sua demissão do governo, apenas duas semanas depois de tomar posse.

O anúncio da sua demissão foi feito no próprio tribunal de Milão, durante uma audiência do processo, que também anunciou a sua renúncia ao «legítimo impedimento», norma que permite aos membros do governo não comparecerem nas audiências por compromissos relacionados com o cargo.

O ex-ministro estava acusado de ter recebido somas de dinheiro num total de cerca de um milhão de euros, recebidas supostamente da parte do ex-presidente do Banca Popolare di Itália, Giampiero Fiorani, para que esta entidade conseguisse, de forma ilícita, o controlo acionista maioritário do banco Antonveneta.

AL/JA

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste