ALGARVE

Exército vai voltar a São Brás de Alportel para prevenir incêndios

Militares vigiam floresta
Militares vigiam floresta

O Município de São Brás de Alportel e o Exército Português formalizaram esta quarta-feira, dia 15 de junho, o protocolo que permite a realização de ações de patrulhamento, vigilância e prevenção de fogos rurais na zona serrana do concelho entre 1 de julho e 30 de setembro, anunciou a autarquia.

Este é o oitavo ano consecutivo, em que o concelho de São Brás de Alportel conta com as patrulhas do Exército que no âmbito do protocolo de cooperação existente agora renovado, integram a Estratégia Municipal de Prevenção de Incêndios Rurais de São Brás se Alportel, complementando todo um conjunto de ações que estão no terreno.

A presença da equipa de militares destacada pelo Exército complementa as ações de prevenção de incêndios constituindo uma ajuda primordial nesta missão prioritária, na defesa da floresta e das populações da zona serrana do concelho.

Pretende-se essencialmente um patrulhamento de visibilidade e de vigilância relacionado com os fogos rurais no sentido de acautelar ou de alertar para alguns comportamentos menos adequados e de prevenção para incêndios possam deflagrar na serra de São Brás.

Dois terços do concelho de São Brás de Alportel são constituídos pela Serra do Caldeirão, património natural que importa salvaguardar pela sua importância ambiental mas também por ser uma das principais fontes de riqueza económica do município.

Uma parceria que o Presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel Vitor Guerreiro, considera de grande importância para a vigilância das zonas mais isoladas e o aumento da segurança das populações aí residentes, e que reforça o trabalho realizado também em parceria com o Corpo de Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel, que dispõe anualmente de uma Equipa de Intervenção Permanente, cuja atuação é reforçada no período do DESCIR – Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais ( de 15 de maio a 15 de outubro) por mais duas equipas de Combate a Incêndios, uma que, em situação de risco muito elevado de incêndio, é pré-posicionada na zona serra do município, de forma a assegurar uma maior rapidez de atuação em caso de ocorrência, ficando a segunda equipa no Quartel em prevenção.

“Temos feito um investimento significativo e contínuo na execução de Faixas de Gestão de Combustível, limpeza de bermas em redor dos núcleos urbanos, manutenção de caminhos na zona de Serra e do Barrocal e mais recentemente a criação de um novo ponto de água na zona a sul da Cabeça do Velho, que será certamente uma mais valia. A prevenção é a nossa melhor arma no combate aos incêndios rurais, numa missão partilhada por toda a população” referiu Vítor Guerreiro.

A defesa do território e a segurança da população são encaradas como prioritárias pela Câmara Municipal de São Brás de Alportel, que com esta medida pretende garantir “uma resposta presencial e eficaz na prevenção e combate aos incêndios rurais”.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste