CULTURA

Faro vai ter escola de música moderna já a partir de outubro

A Associação Recreativa e Cultural de Músicos (ARCM) de Faro vai começar a disponibilizar uma oferta formativa musical a partir de 04 de outubro, através da recém-criada Escola de Música Moderna do Sul, anunciou a associação.

A criação da Escola de Música Moderna do Sul (EMMS) vai permitir à associação algarvia proporcionar uma “oferta diferente para os mais jovens” no ensino de “música moderna”, indicou a ARCM, adiantando que as inscrições podem ser feitas a partir de 15 de setembro, na sede da associação, na antiga Fábrica da Cerveja de Faro.

“Vamos ter uma escola para todas as idades com o Curso de Iniciação Musical, o Curso de Música Moderna e o Curso Livre de Instrumento, aulas de canto, bateria, guitarra, saxofone, piano, contrabaixo, baixo e trompete”, precisou o diretor da EMMS, Ricardo Coelho, professor de Formação Musical e pianista, citado num comunicado da ARCM.

Com uma ação reconhecida na produção cultural da cidade, a ARCM tem desenvolvido um trabalho continuado na área cultural de Faro e contribui com três palcos e 14 salas de ensaio para a evolução artística dos seus associados e para a criação de, segundo a associação, uma “oferta cultural aberta a todos os públicos”.

“Uma vez que o percurso artístico de grande parte dos seus associados não passou obrigatoriamente pelo ensino musical na sua forma clássica, muitos destes músicos procuram formas alternativas do ensino da música, nascendo assim a ideia de criar uma escola de música com oferta de formação em diversas áreas da música moderna”, argumentou João Melro, presidente da ARCM, também citado no comunicado.

A ARCM destacou a importância de a nova escola ter como “assessor pedagógico” o contrabaixista José Eduardo, um dos fundadores da Escola do Hot Club em Portugal, Escola de Jazz Luiz Villas-Boas, que também dirigiu, tendo sido igualmente diretor pedagógico do Taller de Músics de Barcelona.

A nova escola conta igualmente com Sónia Cabrita como professora de bateria, e dispõe de um elenco de docentes com “grande experiência no ensino da música”.

A Associação anunciou também que a abertura das inscrições, a 15 de setembro, coincide com a apresentação formal da EMMS e com o encerramento da “Feira Kriativa”, iniciativa cultural que contou, desde 18 de agosto, com “mais de 200 artistas” e “mais de 30 concertos, em grande parte de originais”, salientou.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste