Estádio Algarve seleção
DESPORTO

FPF ajuda na retoma económica do Algarve com três jogos da Seleção

O Estádio Algarve vai receber três jogos da seleção portuguesa de futebol em setembro e outubro, uma decisão da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciada hoje que pretende contribuir para a retoma económica da região.

“Relativamente aos jogos de apuramento para o Campeonato do Mundo de 2022, tomámos a decisão de vir a esta região tão carenciada de uma retoma da sua economia, fundamental em termos turísticos”, disse o presidente da FPF, Fernando Gomes, na sessão de apresentação das três partidas, realizada na sede da Associação de Futebol do Algarve, em Faro.

Além da receção oficial à República da Irlanda, no dia 01 de setembro, que antecede a deslocação ao Azerbaijão, agendada para 07 de setembro, o Estádio Algarve vai também acolher as partidas com o Catar, jogo de preparação marcado para 09 de outubro, e com o Luxemburgo (12 de outubro), de qualificação para o Mundial2022.

O presidente da FPF espera que, “nesse momento, a situação pandémica já esteja num outro estádio de recuperação”, de forma que seja possível realizar jogos com público nas bancadas.

Fernando Gomes salientou a “intervenção da FPF” desde o início da pandemia de covid-19, no apoio aos profissionais de saúde, nas campanhas de recolha e doação de materiais e alimentos para famílias carenciadas, no acolhimento de quase três dezenas de doentes na Casa do Futebol, além da função de apoiar a família do futebol e da recuperação económica e de ter conseguido trazer duas finais da Liga dos Campeões para o país.

“Conseguimos mais uma vez trazer a final da Liga dos Campeões, salvaguardando a parte da saúde pública, o desígnio fundamental de tudo aquilo que temos vindo a fazer”, referiu, sobre a final do próximo dia 29 no Estádio do Dragão, entre Chelsea e Manchester City, que deverá ter 12 mil adeptos nas bancadas.

“Neste momento de alguma luz ao fundo do túnel, a FPF não pode deixar de tentar ajudar na necessidade essencial da recuperação económica e, através da sua ação, procurar ajudar a economia neste momento crítico”, resumiu.

Os autarcas de Faro e Loulé, Rogério Bacalhau e Vítor Aleixo, manifestaram a sua satisfação pelo regresso da seleção portuguesa ao Estádio Algarve num momento crítico em termos económicos, esperando que a situação sanitária permita público nas bancadas, uma vez que a Irlanda é um dos principais mercados emissores de turistas para a região.

Reinaldo Teixeira, presidente da Associação de Futebol do Algarve, salientou que o Estádio Algarve é “um estádio talismã” para a seleção, que ali já realizou 15 jogos e nunca perdeu (10 vitórias e cinco empates).

A FPF também anunciou hoje que a última partida do Grupo A de apuramento para o Mundial, frente à Sérvia, será realizada no Estádio José Alvalade, em 14 de novembro.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste