“Fragata da Liberdade” chega a Portimão no mês de maio

.

A réplica mais famosa do “Hermione”, o navio a bordo do qual o marquês de Lafayette embarcou em direção à América do Norte, em 1780, onde foi símbolo da “liberdade”, fará escala em Portimão, entre os próximos dias 8 e 10 de maio.

A escala na região algarvia da “Fragata da Liberdade” será o mote para um evento que visa reforçar a francofonia que une as duas nações.

Ao longo dos três dias, a organização vai preparar diversos espetáculos de música e animação, jantares temáticos a bordo, exposições e conferências.

Esta é uma iniciativa organizada pela delegação algarvia da associação Union des Français de l’Étranger (UFE) que se insere nos valores humanistas portugueses e franceses, sendo esta escala da Hermione vista como uma ocasião perfeita para reforçar a francofonia que há tanto tempo une estas duas nações.

Pela sua relevância, foram convidados para a receção da Hermione a Presidência da República Portuguesa, a marinha portuguesa e francesa, as embaixadas francesas e dos EUA, entre outras instituições governamentais.

A escala em Portimão insere-se num cruzeiro de quatro meses e meio, que teve início em fevereiro passado em La Rochelle (França) e inclui paragens em Tânger (Marrocos), Barcelona (Espanha), Sète (França), Toulon (França), Marselha (França), Port Vendres (França), Bastia (França), Portimão (Portugal), Pasaia (Espanha), terminando a 16 de junho, em Bordéus (França).

O navio “Hermione” foi reconstruído em 2015, de acordo com a traça original. Trata-se do único navio a navegar presentemente no mundo, inteiramente em madeira, utilizando materiais naturais. Possui três mastros, tem 65 metros de comprimento, 45 de altura, tem 1150 toneladas e 17 velas de linho, com uma superfície de 2200 metros quadrados para além de 25 quilómetros de cordas. Foram necessários 17 anos para concluir esta construção.

JA

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste