Geoarqueóloga do Algarve participa em importante descoberta

A geoarqueóloga Vera Aldeias, da Universidade do Algarve, integra uma equipa internacional de cientistas que encontrou as primeiras ferramentas em pedra lascada, na Etiópia, que datam de entre 2,61 e 2,58 milhões de anos

Um novo sítio arqueológico na Etiópia, descoberto por uma equipa internacional de cientistas, da qual faz parte Vera Aldeias, da Universidade do Algarve (Centro Interdisciplinar de Arqueologia e Evolução do Comportamento Humano), mostra que as primeiras ferramentas em pedra lascada datam de entre 2,61 e 2,58 milhões de anos.

Análises feitas pelos investigadores, publicadas esta semana na revista Anais da Academia Nacional de Ciências (Proceedings of the National Academy of Sciences), sugerem que as ferramentas em pedra podem ter sido inventadas “muitas vezes e de várias formas” antes de se tornarem fundamentais para o desenvolvimento da linhagem humana.

Os investigadores frisam que foram necessários vários anos para escavar à mão vários metros de sedimentos antes de se expor a camada arqueológica com ossos de animais e centenas de pequenos artefactos em pedra lascada. “Estes artefactos são a mais antiga evidência do fabrico e uso de utensílios em pedra pelos nossos antepassados diretos. A excelente preservação dos artefactos deve-se ao facto de terem sido depositados perto de uma zona lacustre”, explicam os cientistas.

A geoarqueóloga Vera Aldeias, da Universidade do Algarve, complementa: “Observando os sedimentos ao microscópio, pudemos ver que o local esteve exposto durante muito pouco tempo. Essas ferramentas foram deixadas pelos primeiros humanos perto da água e depois rapidamente enterradas. O sítio permaneceu assim durante milhões de anos”…

Leia a notícia completa na edição em papel.

pub

 

 

 

pub

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste