COVID-19

Governo diz que Algarve recuperou “ligeiro atraso” na vacinação

vacinacao_covid19

O Algarve já recuperou o “ligeiro atraso” que tinha comparativamente a outras regiões na vacinação contra a covid-19, tendo superado as 200 mil doses administradas, segundo o coordenador regional do combate à doença.

Em declarações à Lusa, o secretário de Estado da Descentralização e Administração Local adiantou que mais de 60 mil pessoas no Algarve já têm a vacinação completa, enquanto 144 mil receberam a primeira dose, num total de 206.338 vacinas administradas.

Segundo Jorge Botelho, o número de pessoas vacinadas contabilizado até à passada terça-feira na região “demonstra que o distrito de Faro já recuperou o ligeiro atraso que tinha em relação a outras regiões do país”.

De acordo com o governante, o Algarve está agora com uma taxa de 34% da população com, pelo menos, a primeira dose da vacina, percentagem que se assemelha à do resto do país, “devido ao reforço do processo que foi efetuado na última semana”.

“Estamos a fazer com que o reforço da vacinação no Algarve seja uma realidade e que a região tenha a capacidade para administrar as vacinas que recebemos todas as semanas”, apontou aquele responsável.

A vacinação do grupo etário entre os 50 e os 64 anos, está, segundo o coordenador do combate à covid-19, “a decorrer a bom ritmo, com uma grande percentagem de pessoas que já receberam a primeira toma da vacina”.

Para que a vacinação decorra de acordo com a calendarização, aquele responsável considera “importante que as pessoas façam o auto agendamento”, apontando a existência de “pessoas com idade mais adiantada que, por um motivo ou outro, ainda não foram vacinadas por não constarem do registo”.

“Essas pessoas que não estão no registo devem dirigir-se ao centro de saúde ou fazer o auto agendamento para que possam receber a vacina”, sublinhou.

Jorge Botelho afirmou que o Algarve vai agora acompanhar o resto do país no calendário da vacinação, “tal como foi anunciado pelo Governo”, reforçou.

O Governo anunciou no final da noite de terça-feira que decidiu acelerar a vacinação contra a covid-19 a todo o território nacional, alargando-a a maiores de 40 e 30 anos a partir de junho.

Numa mensagem publicada na conta oficial na rede social Twitter, O Governo precisou ainda que “o alargamento da vacinação a novas faixas etárias” vai arrancar a partir de 06 de junho para “pessoas com mais de 40 anos” e, a partir do dia 20, para “pessoas com mais de 30 anos”, “em todo o território continental”.

O coordenador do combate à covid-19 no Algarve defende uma vacinação “o mais rápido possível para toda a população da região, pelas condições da sua economia e pelas visitas de férias que já começaram da comunidade estrangeira”.

“Há uma pressão positiva dos profissionais de todos os setores para aumentarmos o número de resiliência das pessoas e prevenirmos uma ou outra situação de foco, que não queremos, porque é muito prejudicial para a economia do Algarve e para o bem estar das famílias”, concluiu.

Segundo o relatório semanal da vacinação divulgado na terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS), 3.526.688 pessoas já estão vacinadas com a primeira dose e 1.654.55 já têm a vacinação completa, tendo sido administradas na última semana um total de 516.911 doses.

Os dados da DGS indicam que 34% da população portuguesa recebeu a primeira dose e que 16% já foi vacinada com as duas doses da vacina contra o vírus SARS-CoV-2.

Em Portugal, morreram 17.022 pessoas dos 846.434 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste