ALGARVE CULTURA ÚLTIMAS

Lagos renova protocolos de colaboração na área da música e teatro

A câmara de Lagos acaba de renovar os protocolos de colaboração que tem com a Associação de Guitarra do Algarve e ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve, dando assim continuidade ao apoio concedido ao projeto “Orquestra Juvenil de Guitarras do Algarve” e ao trabalho de divulgação do teatro junto da população local e das comunidades escolares do concelho.

“No primeiro caso está em causa o reconhecimento do mérito de um projeto artístico, de natureza regional e interação juvenil, que visa promover a valorização das comunidades fora dos grandes centros urbanos, onde os eventos acontecem com menor frequência, proporcionar a inclusão das diferentes etnias, envolver as famílias, e colaborar para a equidade de oportunidades entre o interior e o litoral”, realça a autarquia em comunicado.

No concelho de Lagos este projeto tem o seu pólo de desenvolvimento em Barão de São João, envolvendo uma média de 25 jovens por ano. Para além da componente de formação, estes jovens têm tido a oportunidade de participar em concertos, intercâmbios e encontros.

A Orquestra Juvenil de Guitarras é patrocinada e apoiada por várias entidades, designadamente municípios, freguesias, IPJ e entidades de âmbito regional.

O acordo de cooperação a estabelecer entre o município de Lagos, a junta de freguesia de Barão de S. João e a Associação de Guitarra do Algarve tem a duração de um ano e representa um encargo financeiro de quase 11 mil euros.

Relativamente à ACTA, a celebração do protocolo de colaboração cultural, que representa um encargo financeiro de 13.750 euros, permitirá colocar em prática um programa de desenvolvimento na área do teatro junto das comunidades locais e apresentar em Lagos, ao longo de 2011, um cartaz de vários espetáculos dirigidos à população em geral e às comunidades escolares.

Entre estes eventos é de destacar a peça, “O Primeiro”, apresentada em abril no Centro Cultural de Lagos, “Mais um Shot”, um espectáulo dirigido ao público escolar maior de 14 anos que aborda uma temática pertinente para a adolescência e juventude, face ao fenómeno crescente do alcoolismo nesta faixa etária, e
“Canto Novo”, um espetáculo de rua com forte componente visual e musical, a apresentar em 13 de agosto, e que tem como pretexto narrativo o Canto IX de Os Lusíadas. Haverá ainda lugar para a peça “Inês de Castro”, destinada ao público em geral e a apresentar em novembro.

JA
PUB
Tamanho da Fonte
Contraste