loule mercado idosos
ALGARVE

Necessidades residenciais dos seniores no Algarve são alvo de estudo

Os cidadãos seniores a residir no Algarve ou que planeiem mudar-se para a região vão ser alvo do estudo “Algarve Senior Living Survey”, para compreender as necessidades dos pensionistas, anunciou a Região de Turismo do Algarve, que apoia o projeto. 

Este estudo é promovido pela consultora internacional ProMatura e pela consultora imobiliária ILM e consiste num inquérito anónimo, integrando uma “pesquisa multinacional que vai comparar comportamentos, motivações, tendências e características da procura nos Estados Unidos da América, Reino Unido, Austrália, Canadá e Portugal (Algarve)”, segundo o comunicado. 

Espera-se que o inquérito chegue a mais de 30 mil seniores do Algarve, de todas as nacionalidades e perfis demográficos, através de parcerias com associações de estrangeiros residentes na região, hospitais privados, jornais em língua inglesa e outras entidades como a Região de Turismo do Algarve. 

Para o presidente da Região de Turismo do Algarve, João Fernandes, esta parceria é ” um sinal da confiança que o mercado internacional deposita no Algarve e uma oportunidade única para investidores privados e decisores políticos conhecerem em profundidade um dos segmentos turísticos com maior potencial de crescimento na região, cujo impacto vai muito além do turismo residencial. Nesse sentido, encorajo todos os seniores a responderem ao inquérito, para podermos ir ao encontro das suas necessidades”. 

“O Algarve tem sido distinguido como um dos melhores destinos do mundo para viver a reforma, não apenas pelo bom tempo durante todo o ano e pela qualidade das praias e golfes, mas também por oferecer outros requisitos muito valorizados pelos aposentados: da segurança aos cuidados de saúde, passando pelo custo de vida, oferta de imobiliário e existência de uma comunidade estrangeira estabelecida, são alguns dos principais atributos que fazem desta uma região acolhedora para quem procura reformar-se fora de portas”, acrescenta a Região de Turismo do Algarve. 

O inquérito pode ser consultado aqui

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste