PCP assinala no Algarve aniversário da Revolução de Outubro

.

PCP está a promover no Algarve, durante este mês, um conjunto de iniciativas comemorativas do 102º aniversário da Revolução Socialista de Outubro.
As iniciativas de âmbito diverso, debates, sessões públicas, almoços e jantares comemorativos, arrancam hoje, dia 9, em Faro e Vila Real de Santo António, seguindo-se amanhã em Silves, em Vila do Bispo, Albufeira e Olhão nos dia 16 e em Aljezur e Quarteira no dia 17.

A Revolução de Outubro, ocorrida em 1917 na Rússia czarista, foi a primeira revolução socialista na história da humanidade, assumindo um carácter profundamente marcante e universal que se projecta até aos nossos dias. Pela primeira vez na história, é erguido um Estado dirigido por operários e camponeses, rompendo com séculos de feudalismo, avançando com numerosos direitos no plano político e social e com profundas transformações económicas que transformaram um país atrasado sob todos os pontos de vista, num dos mais avançados países do mundo, a URSS. O seu impacto expressou-se também no plano internacional, inspirando em muitos países, incluindo Portugal, a criação de numerosos Partidos Comunistas. A intervenção da URSS, na derrota do Nazi-fascismo na 2ª guerra mundial, pagando, entre todos os aliados, o preço mais elevado (mais de 20 milhões de mortos) constituiu um momento marcante que livrou a humanidade de uma das suas páginas mais sombrias.

O fim da URSS, foi um recuo para a vida de milhões de pessoas que está bem expresso na degradação social que se seguiu, no agravamento do militarismo e da guerra, nas ameaças à paz, bem visíveis no discurso e práticas cada vez mais agressivos dos EUA, da NATO e da própria União Europeia.

Para o PCP, a comemoração do aniversário da Revolução de Outubro, constitui uma importante oportunidade para a afirmação dos valores da igualdade, da justiça social, do progresso e da Paz. Para a afirmação do Socialismo, como alternativa, ao velho, injusto, opressor e caduco sistema capitalista, cuja natureza – opressora, exploradora, agressiva – coloca em risco o futuro da própria humanidade. É tendo esse objectivo no horizonte – a construção do socialismo – que o PCP, honra a sua história, e intervém no presente respondendo às aspirações e anseios dos trabalhadores e populações do Algarve, na luta por uma vida melhor.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste