Pedro Mestre leva o cante e a viola campaniça a Lagoa

O Conservatório de Artes de Lagoa (CAL) vai promover esta sexta-feira, dia 22 de novembro, às 18h30, na capela do Convento de São José, uma oficina-concerto participativa de viola campaniça, com Pedro Mestre, que tem vindo a assumir uma posição vital na preservação da música tradicional do Baixo Alentejo.

Esta iniciativa está sujeita a marcação prévia e conta com uma taxa de inscrição no valor de cinco euros. Esta atividade é aberta a qualquer pessoa que queira conhecer e vivenciar o cante alentejano e experimentar a viola campaniça, e não requer conhecimentos musicais prévios.

Com este evento, o CAL pretende assinalar no dia 22 o Dia de Santa Cecília, padroeira dos músicos, contando com o apoio do município de Lagoa. O concerto final conta com a participação dos alunos do CAL e dos participantes da oficina, e terá lugar pelas 18h30, na capela do Convento de São José, com entrada livre.

Pedro Mestre é natural da Aldeia da Sete (Castro Verde) e tem dedicado a sua vida á música tradicional alentejana, desenvolvendo vários projetos nesta área enquanto cantor, tocador/construtor de viola campaniça, instrumento que aprendeu a tocar com os mestres. É fundador/ensaiador de vários grupos corais alentejanos e integra ainda vários projetos musicais a nível nacional e internacional.

Em 2015 apresentou o seu primeiro trabalho discográfico a solo “Campaniça do Despique”, distinguido em 2016 com o Prémio Carlos Paredes.

Em 2017 apresentou o DVD do concerto “Pedro Mestre & Convidados”, realizado no CCB, em Lisboa, a 22 de setembro de 2015.

Em 2019 lança o seu segundo trabalho discográfico “Mercado dos Amores”.

A par da música, Pedro Mestre dedica-se à recolha etnográfica, possuindo já um considerável acervo audiovisual, onde a cultura imaterial ganha destaque.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste